As vendas de imóveis novos legalizados seguem em bom patamar, conforme indica o mais recente Índice de Velocidade de Vendas (IVV) de imóveis residenciais no Distrito Federal (DF), referente a setembro. O IVV médio residencial do período foi de 5,8%, superior ao de 2015 (IVV de 3,7%) e ao de 2016 (IVV de 4,5%). O setor leva em conta que um IVV na casa dos 5% representa uma velocidade adequada para a venda de um empreendimento imobiliário.

Na comparação entre o 3º trimestre de 2015, de 2016 e de 2017, o deste ano apresentou IVV médio mais positivo: 6%; o IVV do 3º trimestre de 2015 foi de 4% e o de 2016, 4,5%.

O cálculo do IVV mensal resulta das informações sobre oferta e venda prestadas pelas empresas que respondem por 75% do mercado imobiliário legalizado do DF. A pesquisa de setembro indica que os imóveis novos residenciais com 3 quartos tiveram a maior velocidade de vendas no DF.

“Os imóveis residenciais e comerciais legalizados no DF têm sua velocidade de vendas medidas mensalmente, desde 2015, pelos empresários do setor. Dessa forma, as construtoras e imobiliárias que atuam apenas com imóveis legalizados apresentam uma referência segura de negócios para a população”, diz Paulo Muniz, presidente da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal (Ademi-DF). Além desta entidade, responde pela iniciativa o Sindicato da Indústria da Construção Civil do DF (Sinduscon-DF), com apoio do Sebrae-DF. A coleta é feita pela empresa Opinião Informação Estratégica.

Ivv residencial – setembro/2017

Metro quadrado

A pesquisa mensal do IVV identificou que o preço do m² segue apresentando tendência de alta, em razão da pouca oferta de imóveis residenciais novos e dos poucos lançamentos imobiliários. A queda dos juros referenciais da economia (Selic) também atrai maior demanda por imóveis, considerado investimento seguro pela população. O valor médio do m² apurado em setembro foi de R$ 9.193,00.

O estudo apurou, em setembro, que a oferta de imóveis residenciais novos estava em 3.639 unidades, conforme informaram as 33 empresas participantes. Este total é inferior ao do mesmo período de 2016 (4.438 unidades) e de 2015 (4.663 imóveis). “O DF reúne cerca de 3 milhões de habitantes. Este total de ofertas de imóveis novos legalizados é baixíssimo e a lei de oferta e procura acaba por encarecer os produtos”, avalia Paulo Muniz.

Dados da Pesquisa IVV setembro/2017

A pesquisa do IVV tem o objetivo de aferir os negócios de imóveis novos residenciais e comerciais no DF e se a velocidade com que são vendidos está de acordo com as expectativas. Há, portanto, um IVV para imóveis residenciais e um IVV para comerciais. O IVV residencial, em setembro, foi de 5,8%. Já o dos comerciais registrou 1,3%. O gráfico da oferta de imóveis residenciais, comparativo dos anos 2015, 2016 e 2017 (a seguir), demonstra que a oferta cai seguidamente e, assim, o DF se ressente de mais lançamentos imobiliários para reequilibrar a ‘lei da oferta e procura’.

Oferta de imóveis residenciais – setembro/2017

Em setembro deste ano, estavam em oferta no mercado imobiliário 3.639 unidades residenciais novas (segundo informaram as empresas pesquisadas). Na comparação entre o 3º trimestre de 2015, de 2016 e de 2017, nota-se que a oferta caiu muito este ano. No 3º trimestre de 2015, a oferta era de 4.649 unidades; no mesmo período em 2016 era de 4.233; e no 3º trimestre de 2017, a oferta estava em 3.853 imóveis.

Oferta de imóveis residenciais por trimestre


Vendas de imóveis residenciais aceleram na comparação trimestral

As empresas pesquisadas informaram terem vendido 210 imóveis residenciais novos em setembro. Já a comparação entre o 3º trimestre de 2015, de 2016 e de 2017, nota-se que as vendas progrediram ano a ano. No 3º trimestre de 2015, a pesquisa havia registrado uma média de 188 vendas; no de 2016, uma média de 193 vendas; e este ano, a média foi de 229 vendas no 3º trimestre.


Vendas de imóveis residenciais – setembro/2017


De imóveis residenciais por trimestre

As quantidades de imóveis informadas se referem aos negociados pelas empresas participantes da pesquisa e não representam o total de imóveis em oferta ou negociados em todo o DF. Os percentuais informados podem ser projetados para representação de todo o mercado imobiliário do DF.

Valor do m² imóveis residenciais

Entre várias informações do mercado imobiliário do DF, a pesquisa do IVV aponta a variação do preço ofertado por m² dos imóveis residenciais em cada região. Em setembro, a Asa Norte registrou o maior valor de oferta: R$ 14.972,08; o mais baixo foi ofertado em Santa Maria – R$ 3.135,00.

Preço do m² – imóveis residências em oferta – setembro/2017


Ivv comercial – setembro/2017

O gráfico a seguir mostra a evolução do IVV dos imóveis comerciais novos. O IVV de setembro de 2017 foi de 1,3%.

 

Fonte e Fotos: SINDUSCON/DF