Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei-DF) alcançou em dezembro 58 pontos, o patamar mais alto desde abril de 2013 (54,9 pontos). Isso representa aumento de 1,8 ponto em comparação a novembro. Em relação a dezembro de 2016, a elevação é ainda maior: 10,6 pontos. Desde abril, a confiança do industrial brasiliense está acima dos 50 pontos, o que indica otimismo.

O Icei-DF é composto pelas seguintes variáveis: as condições atuais e as expectativas quanto à economia nacional, à economia do DF e à própria empresa. A alta em dezembro foi puxada principalmente pela avaliação dos empresários sobre a melhora nas condições atuais (52 pontos). Em novembro, o item condições atuais foi de 48,9 pontos. Esse componente do índice não passava dos 50 pontos desde fevereiro de 2013.

Parte dessa recuperação da confiança se deve às mudanças estratégicas promovidas pelo governo do Distrito Federal, que adotou medidas, em especial na área econômica, voltadas para a melhoria de negócios, como a reativação do Programa de Apoio ao Empreendimento Produtivo do Distrito Federal (Pró-DF), o impulso nos trabalhos do Comitê de Financiamento à Atividade Produtiva do DF (Cofap) e do Conselho de Gestão do Programa de Apoio ao Empreendimento Produtivo do Distrito Federal (Copep), a retomada da execução do Programa de Desenvolvimento Econômico do DF (Procidades), a redução da carga tributária para a aquisição de insumos nas empresas industriais de micro e pequeno porte (diferencial de alíquota) e a ampliação das possibilidades de aproveitamento do crédito de ICMS.

O indicador de expectativas (outra variável do Icei-DF) também alcançou o melhor resultado do ano: 61,2 pontos em dezembro, aumento de 1,2 ponto na comparação com o mês anterior. A melhora está relacionada a iniciativas como a Lei Complementar nº 160/2017, que entrou em vigor em agosto e iguala as condições entre as unidades da Federação para a concessão de benefícios fiscais. Apesar de a validação dos incentivos ocorrer só a partir do ano que vem, a lei já tem trazido segurança jurídica e confiança para os industriais.

Para a Federação das Indústrias do Distrito Federal (Fibra), a escalada positiva do otimismo indica que os empresários estão mais dispostos a investir, criando empregos e contribuindo para a retomada do crescimento econômico. “Estamos em um processo de recuperação moderada, mas consistente”, afirma o presidente da Federação, Jamal Jorge Bittar.

Icei-DF
O Icei-DF ajuda a antecipar tendências de investimentos na indústria. A pesquisa é realizada mensalmente pela Fibra em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e com o Instituto Euvaldo Lodi (IEL-DF).

A variação do Icei-DF é de 0 a 100 pontos, sendo que indicadores acima de 50 pontos representam confiança do industrial. A pesquisa foi feita de 1º a 13 de dezembro.

Fonte: Sistema FIBRA

Imagem: Internet