Abertura (16)

 

A solenidade contou com a presença ilustre do presidente Michel Temer e do setor da construção civil para a abertura do 90º Encontro Nacional da Indústria da Construção (Enic). A cerimônia teve inicio as 20H00. Após a solenidade os convidados foram recepcionados em um coquetel no Centro de Eventos Luiz Henrique da Silveira, ao Norte da Ilha.

O presidente aproveitou para anunciar um crédito de R$ 44,1 milhões para sete cidades de Santa Catarina e uma do Rio Grande do Sul para obras de qualificação viária, além da construção de 50 mil novas residências do Minha Casa Minha Vida e o lançamento do sistema de Modelagem de Informação na Construção (BIM).

Estavam presentes na cerimônia o governador do Estado Eduardo Pinho Moreira, o prefeito de Florianópolis Gean Loureiro, o presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção José Carlos Martins, presidente da Associação dos Sindicatos da Construção Civil de SC (ASICc), Marco Aurélio Alberton, o ministro do Trabalho, Helton Yomura (PTB), o ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge de Lima, o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, o ministro do Planejamento, Esteves Colnago, o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, que é de Santa Catarina, e o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Diogo de Oliveira.

O Enic, promovido este ano em Florianópolis, é voltado para empresários do setor, e segundo o presidente da república, representa 6,2% do PIB brasileiro. No encontro, o presidente destacou em seu breve discurso a importância da construção de casas populares e do setor da construção civil, que gera empregos e movimenta a economia.

Para o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, o setor sofre com a insegurança jurídica e a burocracia, que dificultam os investimentos em infraestrutura e encarecem a produção.

Segundo o presidente da Associação Brasiliense de Construtores (ASBRACO), Afonso Assad, o Enic é importante para passar um posicionamento em relação as novas lideranças e sobre o que o setor deve esperar para o futuro. “O Enic representa a recuperação da economia do setor, precisamos nos concentrar em estratégias que abordem o crescimento sustentado e a segurança jurídica que tanto almejamos e a grandeza do evento é tamanha que reuniu o presidente da república, diversos ministros de Estado e os principais empresários do setor.”

José Carlos Martins, presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), afirma que parte das iniciativas dependerá da atuação do Congresso e será importante conhecer o posicionamento das lideranças que estão surgindo, “Nossa entidade tem defendido a aprovação de reformas estruturais e medidas que melhoram o ambiente de negócios no Brasil, sem investimento, o país não corrige seus problemas, não cresce, sem investimento não geramos emprego nem renda”.

O evento acontece até sexta-feira, dia 18 e abordará diversos temas referentes ao setor da construção civil e suas políticas.

 

Imagem do presidente: Banco de Imagens CBIC
Outras imagens: Acervo ASBRACO