A Associação Brasiliense de Construtores (Asbraco) representada por seu presidente, Afonso Assad e o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Distrito Federal (Sinduscon-DF), representada por seu Vice-presidente, Ruyter Thuin, participam neste momento do debate promovido pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) e pela Associação para o Progresso de Empresas de Obras de Infraestrutura Social e Logística (APEOP) durante o fórum sobre integridade, sustentabilidade e governança. Que ocorre hoje 18 de fevereiro das 14h às 17h no auditório Milenium, em São Paulo (SP).

Este é o primeiro evento de 2020 da Comissão de Infraestrutura (Coinfra) da CBIC, que pretende reunir os diversos atores atuantes na implementação de projetos de Concessões e Parcerias Público Privadas (PPPs).

A escolha dos temas foi feita pautada nos três principais fatores determinantes dentro das reais condições para que os consórcios empresariais possam atrair investidores-parceiros, obtendo financiamentos e contratos seguros.

Para o presidente da Asbraco, Afonso Assad, este é novo marco para a construção civil, “…até o presente momento o evento tem mostrado a preocupação de todos com a Integridade; importante tema que vem sendo trabalhado em Brasília e em diversos outros Estados por se tratar de uma realidade; a sustentabilidade, governança e de outras formas de investimentos, além da abertura do dialogo para se buscar soluções na liberação de financiamentos, visto que a nossa preocupação é para com o micros e pequenos empresários do setor”, afirmou Assad.

Segundo o vice-presidente do Sinduscon/DF, Ruyter Thuin é preciso entender qual da influência na financiabilidade de projetos de infraestrutura. “A grande surpresa, apesar de ser o lógico, tanto Bancos governamentais, quanto privados já enxergam a importância de se pulverizar as linhas de crédito, atingindo assim, pequenas e médias empresas, colocando-as dentro do jogo”, declarou Ruyter.

Durante o evento, a Caixa Econômica Federal (C.E.F) destacou importantes números que demonstram uma ascensão, saindo de menos de 200 grandes financiamentos, em até 2018, para mais de 650, somente em 2019. “O foco tem sido a agregação das pequenas e médias empresas para que juntas sejam mais fortes, podendo desta forma fatiar democraticamente, linhas de crédito existentes junto aos agentes financeiros”, finalizou o vice-presidente do Sinduscon/DF.

Da esquerda para direita, o presidente da Asbraco, Afonso Assad e o vice-presidente do Sinduscon/DF, Ruyter Kepler

Acompanhe a programação completa:

13h30 – Início do credenciamento e café de boas-vindas

14h – Integridade, sustentabilidade e governança como fator para impulsionar os projetos de infraestrutura

·         Carlos Eduardo Lima Jorge, Presidente da Comissão de Infraestrutura (Coinfra) da CBIC e presidente da Associação para o Progresso de Empresas de Obras de Infraestrutura Social e Logística (Apeop)
·         Leonardo Pereira, superintendente da Área de Saneamento, Transporte e Logística do BNDES
·         Tatiana Thomé, vice-presidente de Governo da Caixa Econômica
·         Moderador: José Carlos Martins, presidente da CBIC

15h – Como os financiadores e o mercado de capitais avaliam organizações com integridade e projetos estruturados com sustentabilidade e por que elas podem ser mais competitivas na obtenção de financiamentos e investimentos
·         Daniel Green, Diretor do Santander;
·         André Dabus, Diretor de Infraestrutura da Marsh Brasil
·         Renato Sucupira, Presidente da BF Capital
·         Moderador: João Gualberto, consultor em estruturação de projetos de infraestrutura
·
16h – Principais desafios e aprendizados na implementação de governança empresarial e como os investidores avaliam esta gestão

·         Paulo Lopes, diretor presidente da MGO Rodovias
·         Aline Ane Verneque de Oliveira, Gerente de Negócios Grandes Empresas do BDMG
·         Otávio Silveira, Managing diretor na IG4 Capital
·         Moderador: Carlos Eduardo Lima Jorge, presidente da Comissão de Infraestrutura (Coinfra) da CBIC e presidente da Associação para o Progresso de Empresas de Obras de Infraestrutura Social e Logística
(Apeop)

* Está notícia pode sofrer atualizações.

*Com informações do Portal Apeop
Imagens: Acervo Asbraco e Sinduscon/DF