A Associação Brasiliense de Construtores (Asbraco) e o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Distrito Federal (Sinduscon-DF) vêm trabalhando continuamente para que o prazo da aplicação da Lei 6.112/18 seja prorrogado e as empresas possam ter mais tempo para se adequarem as exigências da lei.

O presidente da Asbraco, Afonso Assad, esteve em reunião com o presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) recentemente e simultaneamente, tem articulado junto ao Executivo para que a solicitação de prorrogação seja aceita.

Ontem (06), Asbraco e Sinduscon, estiveram em mais uma reunião na CLDF no gabinete da Deputada Júlia Lucy, que é a relatora na Comissão de Economia, Orçamento e Finanças (CEOF) do PL 2040/18 que altera a lei e prorroga o prazo para 120 dias a partir da assinatura do contrato, conforme emenda apresentada pelo Deputado Delmasso.

A intenção das Entidades é conseguir ampliar o prazo de aplicação da Lei para Junho de 2020.

Em recentes pesquisas, verificamos que diversas Faculdades do DF têm oferecido cursos para habilitar alunos a serem consultores de implementação do Programa de Integridade nas empresas, isso demonstra a solidez e a certeza da implantação da Lei do Distrito Federal.

Por isso alertamos mais uma vez para que as empresas fiquem atentas e inicie o quanto antes o processo de implantação da Lei, independentemente das tentativas de prorrogação.

Para aqueles que tiverem interesse, a Asbraco promoverá novamente o curso de PBQ-I nos dia 30 e 31 de Maio. O curso é um passo a passo de como a implantação deva ser feita, por isso é importante que a empresa envie um colaborador, já com o devido conhecimento das Normas da ABNT, para que esse seja capaz de produzir o manual de Código de Ética e Conduta que as empresas precisam ter para serem Certificadas.

 

INSCRIÇÕES AQUI