Unidade disponibilizará mais 60 leitos para o tratamento de pacientes com a Covid-19

Com toda parte de concreto concluída, suportes metálicos instalados e as primeiras paredes de alvenaria subindo, o Hospital de Campanha de Ceilândia vai tomando forma dentro do prazo esperado. A obra teve início em 13 de julho e, ao final, vai comportar 60 leitos. Essa unidade, após a pandemia, será transformada no Hospital Materno Infantil de Ceilândia.

“A parte mais demorada já foi concluída e estamos com 50% da obra em andamento. A expectativa é de que, daqui para frente, o hospital tome forma muito mais rápido”, informou o subsecretário de Infraestrutura em Saúde, Sócrates Alves.

Com a parte de fundação concluída, a estrutura metálica começa a ser montada e as primeiras paredes de vedação a serem erguidas. As próximas etapas serão execução das paredes de vedação, execução da laje e paredes internas, seguidas das instalações elétricas e hidráulicas.

A obra foi orçada em R$ 10,4 milhões e ocupará uma área de 22.900 metros quadrados. A unidade terá 20 leitos com suporte ventilatório e 40 leitos de enfermaria para, no período de pandemia, atender aos pacientes acometidos pela Covid-19.

“As paredes internas permitem adequações, assim quando findada a pandemia a edificação poderá se tornar em uma unidade de saúde para atendimento às necessidades da região ”, revela o subsecretário.

O novo hospital fica ao lado da Unidade de Pronto Atendimento de Ceilândia, localizada na QNN 27, Área Especial D.

 

 

Fonte e Imagem: Agência Brasília com informações da Secretaria de Saúde