Em 1 de seus primeiros atos no governo, Bolsonaro assinou o decreto que elevou o salário mínimo para R$ 998, mas o valor ainda fica abaixo dos R$ 1.006 do Orçamento

 

O salário mínimo será de R$ 998 em 2019. O valor foi firmado em decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (íntegra) e publicado na 1ª edição do Diário Oficial da União de seu governo (íntegra).

O valor ficou abaixo dos R$ 1.006 aprovados no Orçamento do governo federal para 2019. O texto que determina as receitas e gastos da União deve ser completamente revisto pela nova gestão.

Em 2018, o salário mínimo era de R$ 954. O aumento de 4,61% (R$ 44) obedece a uma fórmula estabelecida em lei, que deixa de valer em 2020. Bolsonaro ainda não apresentou uma proposta para determinar os reajustes a partir do ano que vem.

O cálculo considera o resultado do PIB (Produto Interno Bruto) de 2 anos antes e a variação da inflação medida pelo INPC do ano anterior. Em 2017, a alta do PIB foi de 1%. Como o valor do INPC de 2018 só será conhecido no início deste ano, o governo usa uma previsão.

Em 2019, há ainda uma compensação pelo reajuste de 2018, que ficou abaixo do INPC.

Fixado em R$ 998, o valor diário do salário mínimo corresponderá a R$ 33,27 e o valor horário, a R$ 4,54.

Fonte e Imagem: PODER 360