No montante de investimentos está prevista a aquisição de equipamentos e de materiais permanentes para o patrimônio público

O secretário de Economia André Clemente anunciou, nesta quarta-feira (15/01/2020), a autorização de despesas no valor de R$ 612 milhões para investimentos de recursos próprios nas 32 cidades do Distrito Federal.

Ao Metrópoles, o chefe da pasta explicou que o montante é mais do que o dobro utilizado pelo Governo do Distrito Federal (GDF) para esse fim desde 2016 (veja tabela abaixo).

A verba será aplicada no patrimônio público, como obras — construções, reformas e revitalização —, instalações, aquisição de equipamentos e de materiais permanentes.

“Os investimentos, obras em especial, são determinantes para o desenvolvimento econômico e proporcionam qualidade de vida à população, gerando empregos, infraestrutura, redução da violência e mais arrecadação. Quando mais investimentos são feitos, a economia agradece e também as gerações futuras”, afirmou Clemente à coluna.

Nesse montante, não está contabilizado os valores referentes a convênios com instituições. “Ainda temos as operações de créditos. Esse valor é somente a parte oriunda do tesouro local. No total, os investimentos em 2020 podem chegar a R$ 2 bilhões”, emendou.

Com a sinalização da Secretaria de Economia, agora cabe às principais pastas da estrutura do Palácio do Buriti, como ObrasTransporteEducaçãoSaúde e Segurança, licitarem os projetos que se enquadrem dentro do perfil da despesa.

O orçamento de 2020 é a primeira peça elaborada exclusivamente por integrantes da gestão do governador Ibaneis Rocha (MDB). No ano passado, quase todo o projeto foi redigido pela equipe econômica do ex-governador Rodrigo Rollemberg (PSB).

REPRODUÇÃO / GDFReprodução / GDF

 

Fonte e Imagens: Metrópoles