Skip to Content

Arquivo de categoria: MANCHETE

Diretor e associado da ASBRACO será um dos finalista do Prêmio CBIC de Inovação e Sustentabilidade

Com sede em Brasília (DF), a Mendes Lima Engenharia LTDA criou o ‘Sistema Construtivo de Subsolos Estanques e Lajes de Subpressão’, por meio de um concreto aditivado com componentes que reagem com a umidade, formando uma estrutura cristalina insolúvel capaz de bloquear poros e capilares em paredes e pisos abaixo do nível do solo. O mecanismo de autocicatrização, segundo o projeto, aumenta a durabilidade do concreto e sua vida útil por meio de suas propriedades impermeabilizantes.

A empresa lembra que a impermeabilização é fundamental para uma estrutura que está em contato direto com o solo e sujeita à pressão hidrostática negativa. Isso acontece quando o nível do lençol freático no terreno é maior que o último nível do subsolo previsto em projeto.

A Mendes de Lima informa que o sistema tem vantagens sobre o tradicional rebaixamento de lençol freático, pois reduz impactos ambientais por economizar energia elétrica e desperdício de água. O sistema também evitaria a contaminação da água e do solo com impermeabilizantes poluentes e elimina acidentes com colaboradores nesse processo e custos com reparos e manutenções nas bombas, que no modelo tradicional são usadas para drenagem da água que infiltra a estrutura.

Além das certificações, o projeto destaca que a eficiência do sistema de construção tem sido comprovada pela sua demanda para obras no Distrito Federal e nos estados de Goiás, Tocantins, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

 

Fonte e primeira imagem: CBIC

Logo: Associado ASBRACO

LEIA MAIS

ASBRACO participa de debate promovido pela Apeop e Santander em São Paulo

A Associação para o Progresso de Empresas de   Infraestrutura Social e Logística (Apeop) e o banco Santander promoveram ontem (07), em São Paulo, importante evento voltado para o setor de infraestrutura, o seminário intitulado “O papel de novos atores no setor de infraestrutura”, abordou temas como: saneamento, logística, parceria público-privada e suas estruturas de financiamento.

Pela manhã, foram debatidos os painéis “Setorial de Saneamento” e “Desafios das Parcerias Público-Privadas (PPPs)”. E a da tarde, os painéis “Setorial Rodovias” e “Estruturas de Financiamento”.

O evento contou com as participações do vice-presidente executivo Corporate, Mário Roberto   Opice Leao; do Head de Globl Debt Financing, Sandro Marcondes e executivos da Radar PPP, BNDES e ANTT.

A Associação Brasiliense de Construtores (Asbraco), representada pelo presidente, Afonso Assad, esteve presente no evento, em busca de     novos conhecimentos e parcerias, que irão agregar à entidade.

Imagem: Afonso Assad

LEIA MAIS

Sorteio no Instagram @asbraco_df

Regras:

  • O sorteio é de 50% de uma bolsa de pós-graduação, logo, você deve ser graduado em um curso superior voltado para a área de Engenharia.
  • Residir em Brasília, pois o curso é presencial aqui!
  • Curtir a foto OFICIAL
  • Seguir nosso Instagram @asbraco_df
  • Nos comentários você deverá marcar 2 amigos
  • Preencher o link http://institutoesb.rds.land/bsb-sorteio-asbraco

Pronto! Você já estará concorrendo!

Serão aceitos comentários até o dia 31 de Agosto

O resultado sai dia 04/09 e o vencedor tem até o dia 06/09 para confirmar matrícula.

Em caso de desistência ou não confirmação da matricula, dia 10/09 abriremos novamente o sorteio.

Sobre o curso:

Curso para formação de profissionais para avaliação, emissão de laudos e relatórios com diversos objetivos dentro da área de Engenharia.

Com o objetivo de desenvolver o conhecimento para tratamento de patologias na construção, avaliações de imóveis e vistoria cautelar.

Serão 20 módulos presenciais, sendo 01 encontro por mês composto por 3 dias sequenciados.
Sexta-feira das 18:00 hrs as 23:00 hrs
Sábado das 08:00 hrs até as 19:00 hrs
Domingo nas 08:00 hrs até as 13:00 hrs

Ao preencher o link, você receberá mais informações sobre o curso.

OBSERVAÇÃO: O desconto sorteado para a bolsa é somente para as mensalidades, a matricula deverá ser efetuada normalmente.

Texto: ASBRACO

Imagem: Instituto ESB com alterações

LEIA MAIS

Prorrogado o prazo da implantação da Lei de Integridade

Após grande empenho dedicado ao assunto “Programa de Integridade”, seguido de diversas reuniões entre o setor produtivo, ASBRACO, SINDUSCON, Controladoria Geral do Distrito Federal, Casa Civil e Deputados, foi aprovado ontem a noite (28), o PL 2062/2018 em 1º e 2º turno, que concede a prorrogação do prazo da implantação da lei de Integridade por 12 meses.

O Programa é uma realidade Nacional e será incorporado no cotidiano de todas as empresas. Por esse motivo, o prazo extra se faz tão importante, pois trará às empresas a possibilidade de se prepararem melhor.

CLDF/Plenário: O PL 2062/18 (amplia prazo de implantação do Programa de Integridade) foi aprovado em segundo turno com 14 votos favoráveis.

Quando a lei for publicada, passará a valer o prazo de 1 de junho de 2019 para implantação definitiva do Programa de Integridade.

O projeto agora seguirá para elaboração da Redação Final e em seguida para sanção do Governador.

Esse foi mais um importantíssimo trabalho da ASBRACO realizado de forma conjunta com o Sinduscon e diversos outros órgãos.

 

 

Aguardem por mais informações.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação ASBRACO

Imagem: Internet com alterações

LEIA MAIS

Codhab oferecerá serviços de arquitetura e engenharia gratuitos

Codhab selecionará em julho empresas para fazer projetos de melhorias habitacionais em residências de interesse social.

Mais 550 famílias de baixa renda de sete áreas do Distrito Federal receberão, a partir do próximo semestre, serviços gratuitos de engenharia e urbanismo. Além do projeto, elas terão acesso às obras necessárias para melhoria habitacional.

As regiões atendidas serão:

  • Estrutural — 80 unidades
  • Itapoã — 100 unidades
  • Pôr-do-Sol (Ceilândia) — 50 unidades
  • Porto Rico (Santa Maria) — 100 unidades
  • QNR (Ceilândia) — 50 unidades
  • São Sebastião — 90 unidades
  • Vila São José (Brazlândia) — 80 unidades

As intervenções poderão ser de até R$ 13,5 mil, e as casas devem ter até 50 metros quadrados. Os interessados serão escolhidos por uma empresa selecionada por meio de concorrência pública, com base em critérios estabelecidos pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional (Codhab-DF).

Para ter acesso ao benefício, é preciso comprovar renda familiar de no máximo três salários mínimos, estar em área passível de regularização e morar há pelo menos cinco anos na capital federal. O projeto, desenvolvido exclusivamente para as necessidades de cada família, corrigirá problemas relacionados a insegurança e insalubridade.

Desta vez, 8% das vagas serão destinadas a pessoas inscritas em cadastros sociais da Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos.

As inscrições começarão depois que o governo escolher as empresas para avaliar a condição de cada família, triar os casos prioritários e construir os projetos. Serão sete contratadas, e cada uma montará um posto em uma das localidades que participam do processo.

Antes habilitado, o morador recebe a visita de um assistente social e de um arquiteto, que fazem um relatório sobre o lugar e avaliam se ele se encaixa nas regras. Problemas mais graves têm prioridade.

Em uma segunda etapa, a Codhab contratará o responsável pelas obras. A iniciativa, parte do Projeto Na Medida, um dos cinco eixos do Habita Brasília, atende à Lei Federal n° 11.888, de 2008, que prevê assistência técnica em arquitetura e urbanismo a pessoas de baixa renda.

Empresas serão escolhidas em 23 de julho

A Codhab escolherá as prestadoras de serviços de arquitetura, engenharia e serviço social em 23 de julho. Quem quiser participar da concorrência deve se credenciar das 9h45 às 10h15 da mesma data, na sede da Secretaria de Gestão do Território e Habitação, no Setor Comercial Sul.

edital está disponível no site da companhia, e o contrato terá vigência de um ano. De acordo com a pasta, até agora 250 melhorias foram concluídas e ainda há 40 em andamento e 30 em processo de convocação.

Fonte e Imagem: Agência Brasília

LEIA MAIS

Diálogos sobre o PL do Código de Obras e Edificações do DF

Divulgação: Diálogos sobre o PL do Código de Obras e Edificações do DF
Data: 27/03/2018
Hora: A partir das 8h30
Local: Auditório do Sinduscon-DF

LEIA MAIS

BRB abre venda de imóveis por concorrência pública

Abertura dos envelopes com as propostas ocorrerá em 20 de fevereiro. No edital, há opções residenciais, comerciais e rurais.

Interessados em comprar imóveis residenciais, comerciais e rurais oferecidos pelo Banco de Brasília (BRB) podem participar da licitação por concorrência.

Estão disponíveis 157 imóveis. A abertura dos envelopes com as propostas, o comprovante de recolhimento da caução e os documentos ocorrerá em 20 de fevereiro, às 10 horas.

O material deve ser enviado à comissão de licitação na Gerência de Contratações, no Setor Bancário Sul, Quadra 1, Edifício Brasília – 16º andar, Brasília – DF.

A concorrência é regida pela Lei nº 13.303, de 2016, e pelo Regulamento de Licitações e Contratos do BRB.

Os compradores que desejarem financiar o imóvel pelo BRB terão taxa de juros flexibilizada de 90%, além do percentual máximo de financiamento de 95% do menor valor entre o de avaliação e de compra e venda do imóvel.

Dúvidas podem ser tiradas pelos telefones (61) 3412-8828 e 3412-8319 ou pelo e-mail ggeseg@brb.com.br.

Clique AQUI para visualizar o edital da concorrência do BRB.

 

 

Fonte: Agência Brasília

Imagem: BRB

LEIA MAIS

Como a construção civil movimenta a economia e gera empregos

São mais de 12,5 milhões de postos de trabalho diretos, indiretos e informais no setor que movimenta 6,2% do PIB do Brasil.

Fonte e Imagem: G1

LEIA MAIS

Terracap lança edital de consulta pública para concessão do Mané

Se não houver judicialização do processo, o certame será aberto aos interessados em assumir o complexo até 16 de dezembro. Após esse prazo, os grupos dispostos a administrar o estádio mais caro da Copa do Mundo de 2014 e envolto em um escândalo de pagamento de propina para financiamento de campanhas terão até 45 dias para entregar suas propostas.

Fontes ouvidas pela reportagem apontam que o vencedor não deve ser anunciado antes de março de 2018. Nesse período, o projeto de parceria público-privada também será analisado pela Câmara Legislativa. A etapa seguinte ao anúncio do vencedor será a operação assistida da ArenaPlex, feita pelo Governo do Distrito Federal e o concessionário.

“A concessão da Arenaplex é um compromisso do governo com a sociedade brasiliense e uma prioridade da Terracap. A publicação do edital para consulta pública tem o objetivo de buscar contribuições da população ao processo e denota a transparência e o diálogo nos projetos que a empresa tem desenvolvido”, destaca Júlio César Reis, presidente da estatal.

Reprodução

REPRODUÇÃO

O projeto de concessão da ArenaPlex vem se arrastando há meses, mas a Terracap parece ter, enfim, aparado as arestas e resolvido obstáculos impostos pelo tombamento da cidade. Para tocar o projeto, o investimento inicial do vencedor será de R$ 80 milhões na revitalização das praças esportivas.

Condições
O concessionário deverá custear a manutenção do espaço e pagar outorga anual de R$ 5 milhões à Terracap. O contrato deve ter a validade de 35 anos, período no qual, segundo apontam estudos feitos pela empresa habilitada, a Dubois & Co., serão gerados R$ 3 bilhões em tributos.

Enquanto o contrato de concessão não é assinado, a Terracap segue custeando os gastos da Arena, de aproximadamente R$ 8,7 milhões por ano.

O estádio, que não recebe uma partida de futebol desde 6 de maio, segue na mira do Tribunal de Contas (TCDF), que apura superfaturamento nas obras, e da Polícia Federal, após a deflagração da Operação Panatenaico, apontando a construção do estádio como escoadouro de propina para políticos e ex-gestores do DF. Entre eles os ex-governadores José Roberto Arruda (PR), Agnelo Queiroz (PT) e o ex-vice-governador Tadeu Filippelli (PMDB), que chegaram a ser presos.

Relatório da Polícia Federal apontou superfaturamento de R$ 559 milhões nas obras do estádio. Orçado, em 2010, em cerca de R$ 600 milhões, o Mané Garrincha custou quase R$ 2 bilhões aos cofres públicos. Logo após a sua inauguração, chegou a registrar públicos próximos de sua capacidade, 70 mil pessoas. Porém, nos últimos anos, passou a fazer jus à expectativa inicial de que seria um elefante branco.

A agenda da arena brasiliense estádio não tem partidas de futebol agendadas, mas shows foram marcados para 2018. Conforme o Metrópolesantecipou, Roger Waters, ex-Pink Floyd, e Andrea Bocelli reservaram datas no local para o próximo ano.

MAIS SOBRE O ASSUNTO

LEIA MAIS