Empresários do setor construtivo, advogados e em certificação participaram de palestra explicativa, nesta manhã (11/07) na sede da Asbraco, sobre Integridade, com a participação especial da Secretaria Executiva de Governança e Compliance da Casa Civil do Distrito Federal.

Esta é uma iniciativa das entidades parceiras, Associação Brasiliense de Construtores (Asbraco), Sindicato da Indústria da Construção Civil do Distrito Federal (Sinduscon/DF), Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal (ADEMI/DF), Federação das Indústrias do Distrito Federal (Fibra) e a ICV Brasil.

O instituto veio para atender não só o setor da construção, mas igualmente, todas as outras indústrias e comércios que tenham a necessidade e que queiram ter um programa de Integridade.

O objetivo da lei de Integridade é promover segurança tanto para o contratante quanto para o contratado, embasada na Lei 6.112/18, que foi recentemente ajustada, atendendo todos os pontos debatidos em encontros entre o setor e o governo.

O Vice-presidente da Fibra, Pedro Verano, alertou para a necessidade da participação o Instituto Euvaldo Lodi (Iel) e do Sebrae/DF como agregadores na intenção de viabilizar um valor diferenciado para os associados das entidades parceiras.

Para o presidente do Sinduscon/DF, Dionysio Klavdianos, o evento foi de extrema importância, pois esclareceu dúvidas essenciais. “Até eu, como dirigente do Sinduscon/DF necessitava desses esclarecimentos, principalmente com a vindo do governo que serviu tanto para eles escutarem a demanda quanto para termos noção de que o governo tem feito”, afirmou Dionysio.

Para a diretora da ICV Brasil Suzete Suzuki, ficou claro a diferença entre implantar um programa de Integridade para de fato ser efetivo na empresa e certificação. Não é somente pela certificação em si, nosso objetivo é mudar a cultura das pessoas em relação a Integridade”, pontou Suzete.

Segundo o presidente da Asbraco, Afonso Assad, o evento foi de grande qualidade, por reunir um público mais qualificado para se discutir sobre a criação do IBI e o programa de Integridade. “Foram apresentadas ótimas ideias e o caminho agora é cultural e evolutivo com o intuito de fazer crescer e desenvolver a cidade, e para que os empresários possam trabalhar com tranquilidade”, destacou Afonso.

Na visão da assessora especial da Secretaria Executivo de Governança e Compliance da Casa Civil do DF, Patrícia Domingos, o evento foi bastante construtivo. “Todas essas iniciativas que debatem a Integridade, formam a cultura da Integridade e não o programa em si”, declarou Patrícia.

O evento contou com a presença de quase 100 empresários e interessados no tema Integridade.

Em breve divulgaremos mais informações, fotos sobre o evento e a apresentação em PDF.

Fonte e Imagem: ASBRACO