A Comissão de Infraestrutura (COP) da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) se reunirá no próximo dia 19 de julho para discutir a coleta de preços de materiais betuminosos e a geração dos Índices de Reajustamento. O encontro será na sede do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), em Brasília, das 14h às 16h30.

A reunião será realizada em conjunto com o Sindicato Nacional da Indústria da Construção Pesada (Sinicon) e a Associação Nacional das Empresas de Obras Rodoviárias (Aneor) e, devido à relevância do tema, contará com a participação de representantes da Agência Nacional de Petróleo (ANP), da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Asfaltos (Abeda).

De acordo com o presidente da COP/CBIC e da Associação para o Progresso de Empresas de Obras de Infraestrutura Social e Logística (Apeop), Carlos Eduardo Lima Jorge, o preço de alguns insumos subiu mais de 10% no segundo trimestre, na comparação com o mesmo período de 2017. O motivo principal é o tabelamento do frete após a paralisação dos caminhoneiros, conforme divulgada na coluna Mercado Aberto, da Folha de S.Paulo, na última sexta-feira (06/07).

A coluna revela que o aumento do custo de materiais de construção tem feito empresas pedirem revisão de contratos com o setor público e poderá levar a disputas na Justiça. “A preocupação das empresas existe porque nas obras públicas só é possível fazer reajustes uma vez por ano. Como não se pode repassar os aumentos, o equilíbrio dos contratos fica prejudicado”, diz Lima Jorge. Clique aqui para acessar íntegra do texto.

Fonte e Imagem: CBIC