Com sede em Brasília (DF), a Mendes Lima Engenharia LTDA criou o ‘Sistema Construtivo de Subsolos Estanques e Lajes de Subpressão’, por meio de um concreto aditivado com componentes que reagem com a umidade, formando uma estrutura cristalina insolúvel capaz de bloquear poros e capilares em paredes e pisos abaixo do nível do solo. O mecanismo de autocicatrização, segundo o projeto, aumenta a durabilidade do concreto e sua vida útil por meio de suas propriedades impermeabilizantes.

A empresa lembra que a impermeabilização é fundamental para uma estrutura que está em contato direto com o solo e sujeita à pressão hidrostática negativa. Isso acontece quando o nível do lençol freático no terreno é maior que o último nível do subsolo previsto em projeto.

A Mendes de Lima informa que o sistema tem vantagens sobre o tradicional rebaixamento de lençol freático, pois reduz impactos ambientais por economizar energia elétrica e desperdício de água. O sistema também evitaria a contaminação da água e do solo com impermeabilizantes poluentes e elimina acidentes com colaboradores nesse processo e custos com reparos e manutenções nas bombas, que no modelo tradicional são usadas para drenagem da água que infiltra a estrutura.

Além das certificações, o projeto destaca que a eficiência do sistema de construção tem sido comprovada pela sua demanda para obras no Distrito Federal e nos estados de Goiás, Tocantins, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

 

Fonte e primeira imagem: CBIC

Logo: Associado ASBRACO