GDF anuncia pacote de obras com ciclovia na EPTG, passarelas e pontes

Estão previstas a construção de vias marginais na Estrada Parque Aeroporto (Epar) e passarela de pedestres na BR-020

Governo do Distrito Federal anuncia nesta quarta-feira (17/5) um pacote de 12 obras destinado a melhorar a mobilidade dos brasilienses. Entre os investimentos previstos, R$ 350 milhões, estão a instalação do anel viário na saída norte, pavimentação dos acessos a escolas rurais, além da construção de ciclovias, passarelas de pedestres e pontes.

Os investimentos compreendem obras como a construção de 25 km de ciclovia na Estrada Parque Taguatinga (EPTG), 12,5 km de ciclovia na DF-001 (no Lago Oeste) e de 8,9 km na DF-290 (no acesso ao Gama).

Também estão previstas a construção de vias marginais na Estrada Parque Aeroporto (Epar), de passarela de pedestres na BR-020 (em frente ao Residencial Nova Colina) e de pontes sobre o Rio Descoberto na BR-080 (próximo à Brazlândia) e sobre o Córrego Alagado na DF-290 (acesso ao Gama).

O anúncio foi feito pelo governador Rodrigo Rollemberg (PSB), durante visita às obras da Ligação Torto-Colorado, retomadas em 2016. O novo complexo viário se estenderá entre o Balão do Torto e o Balão do Colorado. A obra prevê a construção de uma pista marginal à DF-003 e de novos acessos aos condomínios. De acordo com o governo, as intervenções irão reduzir os constantes engarrafamentos na região, diminuindo o tempo de viagem e aumentando a segurança dos usuários.

Cerca de 100 mil pessoas serão beneficiadas com a distribuição do fluxo de veículos que fazem o trajeto entre regiões administrativas como Planaltina, Sobradinho e Plano Piloto. Segundo o diretor-geral do DER-DF, Henrique Luduvice, haverá entregas parciais em 2017 e em 2018. “O compromisso é entregar tudo até o fim de 2018, mas vamos liberar trechos concluídos aos poucos já neste ano”, afirmou.Governo do Distrito Federal anuncia nesta quarta-feira (17/5) um pacote de 12 obras destinado a melhorar a mobilidade dos brasilienses. Entre os investimentos previstos, R$ 350 milhões, estão a instalação do anel viário na saída norte, pavimentação dos acessos a escolas rurais, além da construção de ciclovias, passarelas de pedestres e pontes.

Ciclistas e pedestres

As obras de mobilidade não visam somente reduzir os engarrafamentos. Ciclistas e pedestres, que estão do lado mais frágil no trânsito, também serão contemplados. Além da ciclovia que vai margear o Trevo de Triagem Norte, haverá pistas exclusivas para quem anda de bicicleta e uma passarela.

Antiga reivindicação de quem pedala em Brasília, o projeto de construção da ciclovia da Estrada Parque Taguatinga (EPTG) sairá do papel em breve. Serão 25 quilômetros de pista exclusiva para bicicletas, do viaduto da DF-003 ao que liga o Pistão Sul e o Pistão Norte, em Taguatinga.

A obra vai englobar serviços de terraplenagem, pavimentação, sinalização (horizontal, vertical e semafórica), drenagem, readequação das paradas de ônibus nas marginais e plantio de mudas. A ordem de serviço será assinada nos próximos dias.

Outra ordem de serviço assinada em breve é a que autoriza o início das obras dos 10 quilômetros da ciclovia da DF-290, entre o Gama e a BR-040. As intervenções vão prover a rodovia de uma rota segura e confortável para quem usa a bicicleta.

Ao longo da DF-001, serão 12 quilômetros da ciclovia do Lago Oeste. O caminho compreende a interseção da DF-003 com a DF-001, no km 131,8, até o posto policial no km 119,3. Falta apenas o licenciamento ambiental.

Na BR-020, altura de Sobradinho, há a construção da passarela Nova Colina, para passagem de pedestres sobre os carros. No Lago Oeste, está em andamento a segunda etapa de restauração do asfalto, acompanhada de serviços de drenagem e de sinalização horizontal e vertical.

No trecho entre os entroncamentos BR-070/DF-095 e BR-080/BR-251, na altura de Brazlândia, a obra ainda inclui acostamento e baias de parada de ônibus.

Outra obra que vai impactar positivamente a vida dos moradores da cidade é a construção da ponte sobre o Rio Descoberto, dando maior vazão ao trânsito na estrada que liga Brazlândia a Padre Lúcio, em Goiás. A entrega está prevista para setembro. Em fase de conclusão de projeto está a ponte da DF-290, no trecho entre Santa Maria e Gama. As obras vão ocorrer sobre o Rio Alagado e serão complementares às da ciclovia.

Outros projetos
Duas das 12 obras visam desafogar o trânsito e melhorar o acesso ao Aeroporto Internacional de Brasília. Uma delas é a adequação viária da DF-047 (Estrada Parque Aeroporto – Epar). Serão novas faixas, vias marginais, ciclofaixas e pavimentação no trecho entre o Eixão Sul e a Estrada Parque Dom Bosco DF-025.

Rollemberg destacou ainda o BRT Oeste e a expansão da Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF). A primeira está em andamento, com a faixa no canteiro central destinada ao BRT já concluída. A etapa, agora, é de aquisição de ônibus com portas em ambos os lados.

A expansão do metrô em Samambaia, por sua vez, encontra-se no Ministério das Cidades e depende apenas de liberação de recursos federais. (Com informações da Agência Brasília)

Os investimentos compreendem obras como a construção de 25 km de ciclovia na Estrada Parque Taguatinga (EPTG), 12,5 km de ciclovia na DF-001 (no Lago Oeste) e de 8,9 km na DF-290 (no acesso ao Gama).

image


image


image