As entidades do setor da construção do Distrito Federal abriram diálogo para sensibilizar os deputados distritais e recolocar em debate a criação de um programa de regularização fiscal. Juntas, o SINDUSCON-DF, a Asbraco e a ADEMI DF enviaram nesta sexta-feira (26) nota conjunta a integrantes da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) lamentando a rejeição do Projeto de Lei Complementar nº 040/2020, que criaria o Programa de Incentivo à Regularização Fiscal do Distrito Federal (REFIS/DF 2020). Apreciada pela CLDF na terça-feira (23), a proposta não obteve os votos favoráveis necessários.

LEIA A NOTA

Na carta, as entidades argumentam que as medidas estabelecidas no projeto encaminhado pelo Governo do Distrito Federal (GDF) evitariam maior retração econômica no DF, especialmente diante das incertezas criadas pela pandemia de Covid-19. No documento, que será enviado também ao poder Executivo, as entidades pedem ao GDF que reencaminhe projeto de lei sobre o tema.