Presidente da Asbraco, Afonso Assad, participou virtualmente, nesta ultima terça-feira (12), da Reunião Ordinária de Diretoria do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Distrito Federal (Sinduscon-DF), que contou com as participações especiais: o secretário de Obras e Infraestrutura do DF, Luciano Carvalho; e senador Izalci Lucas (PSDB/DF).

A assessora da Secretaria de Obras, Janaína Oliveira, apresentou uma planilha com obras licitadas e a licitar, bem como valores orçados. Dentre elas, revitalização da W3 Sul, avenida Hélio Prates, drenagem no SOF Sul, importantes revitalizações no setor de Rádio e TV sul, obras em Vicente Pires e o complexo do Eixo Oeste.

Segundo o secretário de Obras e Infraestrutura do Distrito Federal, Luciano Carvalho, o corredor Eixo Oeste é um dos principais destaques, pois abrange obras no túnel de Taguatinga, revitalização da Avenida Hélio Prates, com calçadas e estacionamentos. “Os desvios estão agendados para está quinta-feira (14),e as obras para o início do mês que vem. Nossa parte está bem encaminhada, tanto projeto quanto a obtenção de recurso”, afirmou Luciano.

Este pacotes de obras foi previamente apresentado, pelo secretário e sua equipe durante um evento realizado ano passado (2019) na sede da Associação Brasiliense de Construtores (Asbraco), e o cronograma vem sendo cumprido em sua totalidade, conforme metas estipuladas pelo GDF para o setor da Construção Civil, que mesmo com este período de Codiv não parou, e se manteve firme.

O secretário Luciano respondeu a diversos questionamentos e dúvidas dos presentes e firmou um compromisso com o setor para trazer melhorias e agilidade aos questionamentos.

Outros temas foram abordados, tais como o trabalho de composição do BDI e as alterações na lei de Licenciamento Ambiental.

Durante a reunião o senador Izalci Lucas, ressaltou a importância de aproximação com o setor produtivo de Brasília. Destacou o potencial turístico de Brasília, principalmente no setor cultural, e sinalizou o interesse em desenvolver projetos com definição de parcerias público-privadas (PPPs) para a revitalização de espaços públicos na capital, que segundo o parlamentar, precisam urgentemente de reparos estruturais como banheiros e acessibilidade, dentre outros. “Precisamos ser uma referência internacional nessa gestão. Esse é um desafio”, ressaltou o senador.

O senador ainda esclareceu que é preciso modernizar e melhorar o perfil da matriz econômica do DF, dividindo-a em 10 áreas. Apresentou projeto para o Seminário a ser realizado, com convidados, no dia 16/05, titulado PENSAR O DF. “Esse projeto irá contribuir com um planejamento estratégico para todo o DF de forma segmentada e integrada”, finalizou Izalci.

O secretário e o senador ainda ressaltaram a importância de se enfrentar os desafios da gestão pública com responsabilidade e lisura para que se evite o desperdício de verbas públicas.

Para o presidente do Sinduscon-DF, Dionyzio Klavdianos, o diálogo entre o setor público e privado torna-se ainda mais importante no atual momento. “Nosso setor emprega mais de 45 mil trabalhadores legalizados. Estamos mantendo as obras de incorporação em funcionamento com as devidas medidas profiláticas necessárias. Temos conseguido cumprir nossa missão, mesmo com as adversidades que a pandemia trouxe”, salienta.

Segundo o presidente da Asbraco, Afonso Assad, o governador, mesmo neste período de pandemia, tem mantidos várias obras e revitalizações, isso terá um importante reflexo na economia e desenvolvimento do DF. “Poderemos sair da crise de forma  mais branda, o governador tem batalhado para segurar esta situação e ainda deixar um importante legado para a nossa cidade, isso será visto com mais clareza lá na frente”, pontuou Assad.

Fonte: Com informações do Sinduscon/DF

Imagem: Sinduscon/DF