Preocupado com a saúde dos trabalhadores da construção civil, o Serviço Social do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado do Paraná (Seconci-PR) iniciará no próximo mês de março um Grupo de Apoio contra o Tabagismo. O objetivo é incentivar, durante encontros semanais, os usuários a largarem o vício do cigarro. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, esse vício chega a matar mais de 400 pessoas por dia.

O tabagismo se tornou um problema de saúde pública. Trata-se de um vício, uma doença crônica gerada pela dependência da nicotina, e é considerado fator de risco para cerca de 50 doenças. Uma das principais causas de morte evitável, o cigarro é capaz de matar sete milhões de pessoas por ano no mundo e mais de 156 mil no Brasil, o que significa cerca de 428 por dia, segundo dados da OMS.

Pela gravidade do assunto, o Seconci-PR constituiu esse grupo, destinado aos trabalhadores da indústria da construção que têm interesse em parar de fumar. Uma equipe especializada da entidade irá promover reuniões semanais do grupo, com início no dia 11 de março.

Como vai funcionar o grupo

As reuniões serão realizadas toda quarta-feira, das 19h às 20h, na sede administrativa do Seconci-PR, localizada na Rua João Viana Seiler, 116, no bairro Parolin. Cada grupo terá um total de 04 encontros.

“O principal objetivo é a mudança de comportamento para que seja possível cessar o vício”, afirma Ana Carolina Soares, assistente social do Seconci-PR.

O grupo possui as mesmas metodologias dos grupos do Sistema Único de Saúde (SUS), com exceção do fornecimento de medicamentos gratuitos.

“Embora o método não dê ênfase ao uso de medicações como solução para largar o vício e sim, a mudança cognitiva, contaremos com um apoio médico para incluir a medicação no processo, dependendo da avaliação de cada caso, explica nossa coordenadora de enfermagem, Tainá Marinho.

A equipe treinada pela Secretaria de Saúde de Curitiba será formada pela assistente social Ana Caroline Soares e pela enfermeira Tainá Marinho.

Pontos de atuação

  • Entender por que se fuma e como isso afeta a saúde;
  • Os primeiros dias sem fumar;
  • Como vencer os obstáculos para permanecer sem fumar, e
  • Benefícios obtidos após parar de fumar

Embora o grupo não oferte a medicação de forma gratuita, isso não impede que o participante a compre. Ela será prescrita pelo pneumologista do Seconci-PR. O SUS só oferta a medicação para quem participa dos grupos de apoio dos próprios postos de saúde, contudo esses grupos ocorrem em horário comercial impossibilitando a participação de muita gente.

 

Fonte e Imagem: CBIC