Após a conclusão do processo de cura do concreto, as obras do alargamento do viaduto da EPTG/EPCT, próximo de Taguatinga, chegam à fase de desforma dos encabeçamentos. Na sequência, será realizada a retirada das proteções laterais e, por fim, a tão esperada pavimentação asfáltica. A conclusão das obras está prevista para o mês de dezembro.

As obras de alargamento do viaduto da Estrada Parque Taguatinga Guará (EPTG) e da Estrada Parque Contorno (EPCT) foram retomadas em junho. Atualmente, os dois viadutos tem 60 metros de extensão, sendo três faixas em cada sentido, totalizando 20 metros de largura.

Após a conclusão dos serviços, os viadutos serão unificados e passarão a ter 41,80 metros de largura. Serão 11 faixas para a circulação de veículos, sendo cinco faixas no sentido Plano Piloto e quatro faixas no sentido Taguatinga, além de duas faixas centrais para ônibus com largura de quatro metros.

“Essa é das obras mais esperadas de Taguatinga. Estou ansioso para que seja entregue à população o quanto antes”, destaca o advogado Rony Silva.

“A conclusão do alargamento do viaduto vai desafogar o trânsito para os mais de 135 mil veículos que trafegam diariamente por este trecho. Esta é apenas uma das obras para melhorar o trânsito de Taguatinga. Outras estão previstas para saírem do papel”, pontua Izidio Santos, Secretário de Obras do DF.

DADOS DA OBRA

Volume de concreto aproximado: 2.000 m³.

Quantidade de aço aproximada: 220 toneladas.

Funcionários envolvidos diretamente na obra: 35.

Início:06/2019

Previsão de conclusão: 180 dias.

Valor: R$5.155.676,09.

 

Fonte e Imagem do texto: SODF

Imagem destaque: Internet