Dos 6 quiosques existentes, 2 foram reformados pela Asbraco e 2 pela Geológica

Neste último sábado (28), o Jardim Botânico de Brasília inaugurou os novos quiosques localizados no centro de visitantes após um mês de obras. Foram construídos dois novos espaços, além da grande reformar nos seis quiosques que já existiam. Todo o local está passando por ampla revitalização e tudo isso só foi possível graças ao apoio e contribuições de empresários do Distrito Federal, por meio do projeto governamental “Adote uma praça, da Secretaria de Estado de Projetos Especiais.

Já em sua reinauguração o JBB recebeu a 3ª Feira Ambiental do Jardim Botânico, que aconteceu nos dias 28 e 29 de setembro. Durante a solenidade de abertura, as primeiras parcerias do programa “Adote uma Praça” foram oficializadas com a presença dos empresários e as assinaturas dos termos de adoção. Com o tema “Rumo ao Lixo Zero”, o evento contou com várias atividades para toda a família, como cursos, palestras, oficinas, feira ambiental, feira de artesanato, espaço especial para crianças e feira de troca de brinquedo e livros infantis.

Com a reforma, os quiosques ficarão com novo telhado, piso e toda a infraestrutura básica, com pontos de água, energia e iluminação. Mesas e bancos de madeira que ficam em frente a esses espaços também foram reformados e o parquinho infantil foi remanejado para a área ocupada pelo restaurante.

A reforma é resultado da parceria entre o JBB, que disponibilizou a mão de obra, a Administração Regional do Jardim Botânico, o Movimento Comunitário do Jardim Botânico (MCJB) – organização comunitária dos moradores da região – e diversos empresários locais. O custo da obra foi de aproximadamente R$ 22 mil.

Da esq. para dir. Presidente da Asbraco, Afonso Assad; Diretora do IBARM,  Karine Karen; Diretora Executiva do JBB, Aline De Pieri; Administrador do Jardim Botânico, João Carlos Lóssio; Administrador do Lago Sul, Rubens Santoro Neto; Secretário Executivo da Secretaria de Estado de Projetos Especiais do Distrito Federal (SEPE), Roberto Andrade e o Diretor Financeiro do Movimento Comunitário do Jardim Botânico, José Tenório Neto.

Para a diretora-executiva do JBB, Aline De Pieri, é que os espaços sejam ocupados preferencialmente por produtos alimentícios para dar mais opções aos visitantes, principalmente nos finais de semana. “Buscamos parcerias para conseguir revitalizar os espaços do Jardim Botânico de Brasília e o resultado que alcançamos com os quiosques são um bom exemplo de que isso pode dar muito certo”.

Segundo o presidente da Associação Brasiliense de Construtores (Asbraco), Afonso Assad, este é um projeto emocionante e particularmente gratificante. “Ver o Jardim Botânico passar por essas revitalizações e poder contribuir com elas de alguma forma é gratificante, há muitos anos atrás, minha empresa foi a responsável pela construção da casa de Chá e do Orquidário, e agora, por meio da Asbraco, posso novamente fazer parte da história desse lugar”, concluiu.

O programa “Adote uma Praça” é uma iniciativa do Governo do Distrito Federal (GDF) afim de promover parcerias entre empresários e moradores na manutenção e recuperação desses locais. A ação contempla uma opção variada de logradouros, como jardins, estacionamentos, balões rodoviários, pontos turísticos, parques infantis e Pontos de Encontro Comunitário (PECs).

Além do JBB, outras áreas foram e ainda serão revitalizadas pelo projeto “Adote uma Praça”, a comunidade requisitou a manutenção do Balão da DF-035 como o “Balão da ESAF”, do “Balão da JK”, do “Balão do Jardim Botânico VI”, localizado na Av. do Sol Jardim Botânico, do “Estacionamento do Comércio do Condomínio Solar de Brasília III”, localizado na DF-001, a “PEC do Jardim Botânico III”, localizado na Q. Eq 9/10 Lt i/j, além da área externa do Condomínio Jardim Botânico VI.

“Nossa comunidade trabalha dessa forma: oferecemos ajuda ao governo e trabalhamos em parceria com diversas empresas e instituições que buscam transformar nossa cidade pelo trabalho social e comunitário. O resultado não poderia ser outro, mais uma ação de interesse público que fazemos em parceria sem utilização de recursos públicos”, explicou Rose Marques, presidente do MCJB.

As empresas participantes deste evento no Jardim Botânico foram, a Associação Brasiliense de Construtores (Asbraco), Geológica Consultoria Ambiental, ECAP Engenharia, Gestão de Ativos Ambientais e Florestais (GETAF), Home Center Castelo Forte, Banco Sicoob Executivo, DFlink Fibra, EcoEnerg Energias Renováveis, eeCoo sustentabilidade, ADS Tubos de PEAD, dentre outras.