Nesta última quinta-feira (22/10), aconteceu, virtualmente, o APRIMORA + do Crea-DF, que abordou a palestra sobre o tema “A importância da infraestrutura e da engenharia para o desenvolvimento do Brasil”, ministrada pelo Diretor-Presidente da Valec – Engenharia, Construções e Ferrovias SA, o engenheiro civil André Kuhn.

O evento contou com a presença da presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Distrito Federal (Crea-DF), Fátima Có e dos debatedores, o Presidente da Associação Brasiliense de Construtores (Asbraco), Afonso Assad, do Presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Distrito Federal (Sinduscon-DF) , Dionyzio Klavdianos e da coordenadora-adjunta da Câmara Especializada em Engenharia Civil, Geologia, Minas e Agrimensura (CEECGMA), a engenheira civil Mara Meuer. O debate foi mediado pelo secretário de Relações Institucionais do Crea-DF, Gilberto Campos.

Para o Presidente da Asbraco, Afonso Assad, o evento foi um bom bate papo sobre infraestrutura e engenharia no Brasil. “As obras da Valec irão contribuir de forma exponencial para o desenvolvimento do país, com geração de novos empregos, mostrando que a infraestrutura e a engenharia estão caminhando juntas para o crescimento do Brasil, construindo novas oportunidades de trabalho para as empresas e empregos para os engenheiros” declarou Assad.

O Presidente da Valec comentou e apresentou diversos projetos que vem agregar para o desenvolvimento do país, fomentando empregos e serviços de engenharia, evidenciando o crescimento necessário para que se possa atingir os objetivos de um futuro melhor no período de pós pandemia.

Para o conselheiro da Asbraco, Diretor de Assuntos de Desenvolvimento Tecnológico da Fibra e um dos vice-presidentes do Sinduscon-DF, Graciomario Queiroz, o debate promovido com o Presidente da VALEC foi de extrema importância e bastante proveitosa para o setor da Construção Civil.

Para Graciomário a Indústria da Construção tem impacto direto no PIB do Distrito Federal. “O setor está bem longe da chamada Fronteira Tecnológica no Brasil. Tal distanciamento se deve pela falta de investimentos nas áreas de pesquisa e capacitação de profissionais, voltados para o setor da Engenharia e Infraestrutura”, ressaltou o conselheiro da Asbraco, enfatizando a necessidade de mudar este cenário.

Em resposta a abordagem do senhor Graciomário, o Presidente da VALEC, André Khun, respondeu que a pretende desenvolver política de investimentos em Pesquisas e Desenvolvimento Tecnológico dentro da própria empresa, além de fiscalizar, de forma mais detalhada, a aplicação dos recursos das concessionárias nesta área, para os contratos que já contemplem esta recomendação.

O presidente da VALEC ainda se colocou à disposição das entidades, juntamente com a coordenação do CREA-DF, para analisar o assunto de desenvolvimento tecnológico de forma mais detalhada, inclusive com a aplicação do Sistema BIM de orçamento e acompanhamento de obras.

Segundo a Presidente do CREA-DF, Fátima Có o debate foi fundamental para fortalecer a engenharia e trazer a importância da questão técnica para dentro das discussões sobre infraestrutura de forma nacional. “O presidente da Valec trouxe para apresentação uma visão ampla de toda a parte logística e de infraestrutura, além de expor o entendimento do governo sobre a importância do investimento público para o incentivo do desenvolvimento do nosso país. Ele mostrou muita confiança de que vai dá certo, mesmo com contenção e escassez de recurso”, afirmou Fátima.

A proposta do evento inclui um Plano Nacional para integrar e aprimorar todas as estratégias do governo, inclusive de forma pré pandemia.

O Presidente do Sinduscon-DF, Dionyzio Klavdianos, destacou a importância das falas do engenheiro André Kuhn. “As obras da ferrovia Leste-Oeste caminham a todo o vapor. Trata-se de modal determinante para o desenvolvimento da nossa economia, notadamente da região central do Brasil. Os benefícios advindos são imensuráveis e projetos similares devem ter prosseguimento”, pontou Dionyzio.

 

 

Fonte: Assessoria Asbraco

Imagem: Assessoria CREA/DF