Projeto Drenar, Hélio Prates e viaduto na Epig são prioridades, segundo governador Ibaneis Rocha, além de obras nas áreas de mobilidade, educação e saúde

Em evento na sede da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), na manhã desta terça-feira (28), o governador do Distrito Federal (DF), Ibaneis Rocha, lançou três pacotes de obras a serem realizados no DF para 2020. Segundo ele, até o fim do ano serão aplicados R$ 1,5 bilhão em infraestrutura na cidade, que vão desde a mobilidade urbana até ações nas áreas de saúde e educação.

As prioridades incluem o viaduto da Epig, a avenida Hélio Prates, o Noroeste, a revitalização de quadras da W3 Sul e o projeto Drenar Plano Piloto. O túnel de Taguatinga, lançado na semana passada, também apareceu no discurso feito por Ibaneis e os secretários presentes.

Estiveram presentes no local, representante do Setor Construtivo de Brasília, dentre eles, o presidente da Associação Brasiliense de Construtores (Asbraco), Afonso Assad, que defende arduamente os micros, pequenos e médios empresários do setor, além dos representantes do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Distrito Federal (Sinduscon-DF), da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal (ADEMI-DF) e do Conselho de Desenvolvimento Econômico, Sustentável e Estratégico do Distrito Federal (Codese-DF).

Segundo Afonso Assad, a divulgação da primeira etapa dos pacotes já bastante animadora. “Parabéns ao GDF pela iniciativa, nossa maior preocupação, assim como para o governo, é que se tenham projetos e obras no Distrito Federal para que as empresas locais possam trabalhar, girando e gerando empregos de forma direta e indireta, é isso que faz a economia crescer”, afirmou Assad.

Diversos pontos dos pacotes foram citados, tais como: a manutenção de vias, tapa-buracos, o plantio de árvores e reformas de calçadas por todo o DF.

Na área de saúde, o governador enumerou a revitalização da ala de queimados do Hospital Regional da Asa Norte (Hran) e a construção do Hospital Oncológico, do novo Hospital Centro Sul e de Unidades Básicas de Saúde em diversas cidades.

Na educação, a conclusão da escola classe Porto Rico. De acordo com o governador, quando ele assumiu o governo, haviam 600 escolas com graves problemas. “O governo resolveu o problema de 80% da rede pública. As escolas restantes serão solucionadas neste ano”, discursou, quando cobrado sobre reforma e reconstrução de 75 escolas públicas.

Veja a lista de obras que o GDF anunciou para 2020

  • Manutenção de elevadores e escadas rolantes da Rodoviária do Plano Piloto (já iniciada);
  • Unidades básicas de saúde nas regiões Paranoá Parque, Jardins Mangueiral, Ceilandia, Vale do Amanhecer e Buritizinho;
  • Reforma da ala Queimados do Hospital Regional da Asa Norte (Hran);
  • Construção de escola no Condomínio Porto Rico, em Santa Maria;
  • Construção de escolas classe no Itapoã e no Recanto das Emas;
  • Centros de Primeira Infância em Planaltina, Gama, Vila Telebrasília, Ceilândia e Recanto das Emas;
  • Construção de hospital no Centro-Sul;
  • Construção do Hospital Oncológico;
  • Construção de pontos de encontro comunitários (PECs), parquinhos e academias;
  • Praças no setor de indústrias da Ceilândia;
  • Construção de quadras poliesportivas no Cruzeiro e em Santa Maria;
  • Complementação do sistema viário da via que liga o Setor Policial ao Terminal da Asa Sul;
  • Viaduto que liga a EPIA ao Parque da Cidade;
  • Supervisão da obra do túnel de Taguatinga;
  • Revitalização do trecho 3 da Avenida Hélio Prates;
  • Manutenção de vias do DF (tapa-buraco);
  • Complementação de asfalto na ADE do Gama;
  • Revitalização da Praça do Povo, no Setor Comercial Sul;
  • Pavimentação asfáltica no km 04 da DF-290 (Santa Maria);
  • Estudo de impacto de vizinhança no túnel de Taguatinga;
  • Recuperação de calçadas entre a Rodoviária do Plano Piloto e a Torre de TV;
  • Construção de calçadas em Águas Claras
  • Revitalização e urbanização do SOF Sul;
  • Revitalização da Fonte do Buriti;
  • Construção e revitalização de calçadas de acessibilidade do DF;
  • Revitalização das quadras 509/510 e 513/514 sul;
  • Recapeamento de tesourinhas;
  • Reforma da Ponte Honestino Guimarães;
  • Construção Procuradoria-Geral do Distrito Federal;
  • Plantio de 50 mil árvores e poda de árvores em todo o DF;
  • Construção de via de ligação entre o fórum do Itapoã e  a DF-440;
  • Pavimentação de vicinais;
  • Reforma do forro lateral da Feira Modelo, em Sobradinho.

 

Obras a serem iniciadas – ARQUIVO

Obras a serem licitadas – ARQUIVO

 

 

*Com informações do Jornal Metrópoles

Imagem: Agência Brasília