SEGUNDO A FIBRA, RESULTADO FOI MOTIVADO PELAS MUDANÇAS ESTRATÉGICAS DA GESTÃO ROLLEMBERG

A confiança do empresário industrial no Distrito Federal atinge em dezembro o maior nível em quatro anos. Em alta pelo nono mês consecutivo, o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI/DF) é medido pela Federação das Indústrias do DF (Fibra) em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o Instituto Euvaldo Lodi (IEL/DF)

O indicador, que varia de 0 a 100 pontos, somou 58 pontos neste mês – chegando ao maior patamar desde abril de 2013, quando fechou em 54,9 pontos. Em comparação com dezembro do último ano, o aumento foi de 10,6 pontos. O índice encontra-se há quatro meses acima da médica histórica de 50,8 pontos.

O resultado foi puxado pela melhoria na avaliação dos empresários sobre as condições atuais de trabalho. Neste quesito, o indicador passou da linha divisória dos 50 pontos, o que não ocorria desde fevereiro de 2013. A escalada positiva indica que os empresários estão mais dispostos a investir e contratar, ajudando na retomada do crescimento econômico.

De acordo com a Fibra, a melhora foi motivada principalmente pelas mudanças estratégicas realizadas no governo Rollemberg. Especialmente nas áreas geridas pela Secretaria de Economia e Desenvolvimento, liderada há nove meses pelo secretário Antonio Valdir Oliveira Filho.

A gestão atual implementou ações voltadas para a melhoria do ambiente de negócios, como a reativação do Programa de Apoio ao Empreendimento Produtivo do Distrito Federal (Pró-DF), que reúne 3,7 mil micro e pequenos empreendimentos. Foi retomada ainda a execução do programa Pró-Cidades para projetos de melhoria de infraestrutura urbana.

A Fibra aponta ainda a redução da carga tributária para a aquisição de insumos nas empresas industriais de micro e pequeno porte e a adequação de legislação tributária do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) às condições de competitividade.

Fonte e Imagem: Diário do Poder