Uma nova etapa do projeto BIM Colaborativo foi finalizada nesta quarta-feira (13) em Brasília. Com a ajuda de consultores e desenvolvedores, as 14 empresas participantes escolheram softwares a ser implementados por cada um dos projetos piloto, que estão sendo desenvolvidos desde o ano passado.

O BIM Colaborativo é uma parceria entre a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Nacional), o Sinduscon-DF e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do DF (Sebrae-DF). A iniciativa visa viabilizar a introdução da Modelagem da Informação da Construção (BIM) no cotidiano das empresas e profissionais da construção imobiliária.

Empresas do BIM Colaborativo tiveram ajuda de consultores e desenvolvedores. Foto: Sinduscon-DF

Com o título “BIM Solutions”, as atividades da atual fase começaram na segunda-feira (11) e ocorreram na sede do Sinduscon-DF. “Antes, fizemos um trabalho de alinhamento conceitual e mapeamento das empresas”, explica o consultor da CBIC responsável pela coordenação técnica do projeto, Rogério Suzuki.

As próximas etapas incluem a definição das equipes para a implantação do projeto piloto, treinamento e, finalmente, a execução. “Estamos muito satisfeitos, a resposta tem sido muito boa e a iniciativa tem tudo para ser multiplicada em outras regiões”, avalia Suzuki.

O vice-presidente de Materiais, Tecnologia, Qualidade e Produtividade da CBIC enfatiza a relevância do projeto. “É muito importante para democratizar o BIM. Muitas empresas não teriam como utilizar a tecnologia sem a ajuda que recebem por meio da iniciativa. As oficinas tem sido muito concorridas, o que demonstra que está dando certo”, diz.

 

Fonte e Imagem: CBIC