O Radar Trabalhista da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) desta segunda-feira (27) destaca que o Brasil fechou 2019 com o maior saldo de emprego com carteira assinada em números absolutos desde 2013, com a geração de 644.079 novas vagas de emprego formal no país. No entanto, os resultados de dezembro fizeram a alta ser menor que a esperada. Só na construção civil, foram perdidas 46 mil vagas no último mês do ano passado, especialmente por falta de políticas de habitação de interesse social.

Além deste destaque da semana, o Radar Trabalhista CBIC N.º 0130 traz uma seleção de matérias jornalísticas publicadas de 20 a 24 de janeiro de 2020, incluindo notícias relativas aos tribunais superiores – Supremo Tribunal Federal (STF), Superior Tribunal de Justiça (STJ) e Tribunal Superior de Trabalho (TST) –, entre elas, as de que a Procuradoria Geral da República questionou regras que alteram a competência do Ministério Público do Trabalho e a de que a Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratórios (Abimo) questionou no STF a competência de auditores da Receita para reconhecer vínculo trabalhista.

O informativo traz ainda notícias do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho e de casos relacionados à Justiça do Trabalho, além de atos normativos e dados estatísticos de fiscalização.

Elaborado pela Comissão de Política de Relações Trabalhistas da CBIC, o informativo integra o projeto ‘Radar Trabalhista de Saúde e Segurança do Trabalho e Relações Trabalhistas (SST/RT)’, realizado pela CBIC, por meio da sua Comissão de Política de Relações Trabalhistas (CPRT), com a correalização do Serviço Social da Indústria (Sesi Nacional). Confira a galeria com todas as edições do Radar Trabalhista.

 

Fonte e Imagem: CBIC