Nesta última quinta-feira, 12, o projeto Reciclotech – Programando o Futuro fez um dia de Dive-Thru para o recolhimento de lixo eletrônico no estacionamento da Associação Brasiliense de Construtores (Asbraco). Na oportunidade foi feito a assinatura do termo de parceria entre a entidade e o Governo do Distrito Federal, por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do DF (Secti). Tivemos a participação do Secretário da Secti, Gilvan Máximo, do Coordenador do projeto, Vilmar Simion e do presidente da Asbraco, Luiz Afonso Delgado Assad.

O principal objetivo do projeto é trabalhar para ampliar a inclusão digital e democratizar o acesso às tecnologias da informação para a população e crianças carentes. Todo lixo eletrônico arrecadado será recondicionado e reaproveitado.

Foram arrecadados 334 kg em equipamentos entre, notebooks, CPU’s, teclados, estabilizadores, caixas de som, dentre outros itens. Até mesmo uma geladeira e fogão foram recebidos, que serão reciclados e doados para escolas e bibliotecas para suprir diversas demandas dos alunos que não têm como acessar os conteúdos de educação on-line, disponibilizado pela Secretaria de Educação.

Itens como os eletrodomésticos, mesmo que não tenham componentes eletrônicos, podem ser doados, pois os metais desses aparelhos podem ser utilizados na reciclagem.

Para o presidente da Asbraco, Afonso Assad, está é uma grande oportunidade para se fazer o descarte correto e ainda ajudar. “Todos nós temos em casa, itens que não utilizamos mais e não temos ideia de onde descartar. Essa campanha além de colaborar com o descarte correto dará uma utilização inteligente e nobre para os equipamentos. Quem ainda quiser participar desta campanha, pode levar o seu lixo eletrônico para a Asbraco, seremos um ponto de coleta oficial do GDF até o final desse mês”, finalizou Assad.

O Programa

O Reciclotech é um programa de inclusão digital da Secti que acontece na sede da ONG Programando o Futuro, no Setor de Indústrias do Gama. Ele visa potencializar a gestão inteligente de resíduos eletrônicos. Idealizado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), atua na conscientização do descarte correto desses materiais, promovendo ações educativas que contribuem para democratizar o acesso à tecnologia, através do recondicionamento e doações de equipamentos.

O Reciclotech atua na proteção do meio ambiente por meio do desfazimento correto e coleta seletiva e, ainda, a capacitação de jovens de 14 a 18 anos de baixa renda em cursos voltado à tecnologia. “O Reciclotech nasce na vontade expressa no plano de trabalho da gestão de tornar Brasília uma cidade inteligente. Somos a única usina de reciclagem da América Latina”, afirma o secretário Gilvan Máximo.