Desde o início da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) tem identificado e incentivado ações de responsabilidade social visando a proteção dos trabalhadores do setor da construção em nível nacional para uma retomada econômica de forma mais segura. Dando início ao calendário de divulgação regional dessas boas práticas, passíveis de serem replicadas em outras localidades, a Comissão de Responsabilidade Social (CRS) da CBIC, com a correalização do Serviço Social da Indústria (Sesi Nacional), realizou nesta quinta-feira (27) webinar para apresentação de iniciativas de entidades e empresas da região Centro-Oeste.

“Com a retomada das obras e o aumento de trabalhadores nos canteiros de obras, aumenta também a responsabilidade do setor com esse contingente, em mantê-los sempre informados e cuidando da saúde pessoal e da família e da sua locomoção, desde ao sair de casa, pegar o transporte e chegar no canteiro, até o retorno ao lar”, ressalta a presidente da CRS/CBIC, Ana Cláudia Gomes, reforçando a importância dessas iniciativas e que a Pesquisa de Boas Práticas da CBIC permanece mapeando ações de entidades, empresas e canteiros de obras a serem disseminadas por todo o País.

 

Patrícia Figuerêdo, assessora de comunicação do Sinduscon-DF

A primeira ação apresentada foi a ‘Construindo laços’, do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Distrito Federal (Sinduscon-DF). “Criada para celebrar os 60 anos de Brasília, comemorado em abril, as ações da campanha visam fortalecer os laços com a capital no período de isolamento social causado pela pandemia, construindo mais empatia e união entre os parceiros e moradores da cidade”, frisa a assessora de comunicação da entidade, Patrícia Figuerêdo.

O projeto segue estreitando parcerias junto a empresas do setor da construção para a realização de eventos técnicos, com foco em inovação.

Gláucia Brasileiro, executiva em Gestão de Pessoas, Administração de Processos de Folha de Pagamento e de Medicina/Segurança no Trabalho da Direcional Engenharia

No caso da empresa Direcional Engenharia, “a nossa preocupação é com o nosso time”, afirma a executiva em Gestão de Pessoas, administração de processos de Folha de pagamento e de Medicina/Segurança do trabalho, Gláucia Brasileiro, e é o que demonstra a linha do tempo de todas as estratégias que foram construídas pela empresa desde o mês de março e das ações mantidas ao longo do tempo.

Para a execução das ações, a empresa, que atua no Distrito Federal e em sete estados do país (Amazonas, Pará, Amapá, Rondônia, Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Sul e Ceará), contou com a parceria do Serviço Social da Construção (Seconci) de várias regiões e trabalhou intensamente na educação e sensibilização dos seus colaboradores e terceirizados quanto aos cuidados com o isolamento social, uso de máscara, distanciamento de dois metros e higienização, levando essas informações às suas famílias.

Além de distribuição de máscaras, intensificação na comunicação visual, contratação de empresa de serviço técnico de enfermagem, treinamento de como higienizar as mãos e aferição de temperatura, a empresa também instalou vários pontos para higienização das mãos e higienização no canteiro com pulverizador e passou a entregar Kit higiênico semanal ao trabalhador para contribuir com a higienização do seu lar.

Isabela Menezes Lemos, gerente executiva do Seconci-GO

Já o Serviço Social da Indústria da Construção no Estado de Goiás (Seconci-GO) elaborou o Programa de Apoio de Gestão nas Ações para Controle da Covid-19. Dentre as iniciativas promovidas, a elaboração do Guia para o Trabalhador da Construção, com informações diretas do personagem Seconildo sobre os riscos e sintomas da Covid-19, os cuidados com o isolamento e proteção do trabalhador e dos seus familiares.

Também foram desenvolvidos, entre outros, modelos de referência para o Plano de Contingência das empresas e para a Gestão do Plano de Contingência, além de um trabalho direcionado ao grupo de risco da Covid-19. Em razão da pandemia, o Seconci-GO, que já desenvolve sua campanha de doação de sangue, planeja agora uma para doação de plasma.

Um dos resultados imediatos da ação, apontado pela gerente executiva do Seconci-GO, Isabela Menezes Lemos, foi a parceria da Secretaria Estadual da Saúde (SES) de Goiás na validação do Programa de Apoio na Gestão de Ações para o Controle da Covid-19, elaborado pelo Seconci, que reitera a seriedade e cumprimento dos protocolos do setor. “A chancela do governo estadual ao Seconci-GO demonstra a importância do nosso trabalho para a saúde e a responsabilidade social perante o setor da construção”, diz.

Cinthia Martins, gestora de meio ambiente da Toctao

Já a gestora de meio ambiente da Toctao, Cinthia Martins, destacou que a cultura do Sistema de Gestão Integrado da empresa, que abrange aspectos da qualidade, do meio ambiente, da responsabilidade social e da segurança e saúde no trabalho, contribuiu para a implantação do Plano de Contingência de Enfrentamento à Covid-19 nos seus canteiros de obras e uma rápida resposta à pandemia, com orientação do Seconci-GO, gestor do Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO).

As ações da Toctao envolveram a alta direção da empresa e tiveram atenção para o público interno, como prioritário, mas também para os profissionais da cadeia produtiva.

Na avaliação do vice-presidente da CBIC, Renato de Sousa Correia, em Goiás o setor conseguiu voltar a trabalhar em função do rigoroso protocolo implantado com o apoio da CBIC. Quanto ao isolamento social, Correia ressalta que “a pandemia chamou atenção para a questão da habitação e que as pessoas precisam de casa com condições para morar”.

A iniciativa integra o Mapeamento de Boas Práticas em Responsabilidade Social no setor da construção durante a pandemia do coronavírus e é parte integrante do ‘Projeto Responsabilidade Social e a Valorização do Trabalhador’, realizado pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), em correalização com Serviço Social a Indústria (Sesi Nacional).

Desde o início da pandemia, além da adoção de novos protocolos para proteger os trabalhadores, as empresas de construção civil têm realizado diversas ações que estão sendo compiladas e podem ser acessadas na frontpage da CBIC, na área Ações da Construção na Pandemia.