A Reunião de Diretoria do Sinduscon-DF, ocorrida na manhã da última terça-feira (21), contou com a presença do presidente da Terracap, Izidio Santos Júnior, que pautou sobre o balanço da atuação do órgão nos seis primeiros meses de sua gestão.

Segundo Izidio, diversas demandas históricas estão em andamento, mas algumas dependem da interação com outros órgãos do governo. O presidente também apontou o baixo estoque no setor imobiliário como um dos maiores desafios. ”Estamos tentando destravar alguns novos bairros, como a expansão do Setor Noroeste e o Jockey Clube”, ressaltou.

O presidente da Ademi-DF, Eduardo Aroeira Almeida, apreciou a mudança de postura e retomada do protagonismo da Terracap durante a gestão de Izidio. Ele afirma que o trabalho feito em conjunto com o diretor-técnico da Terracap, Hamilton Lourenço, trouxe algo inédito para o órgão: transparência absoluta. ”Isso nos traz confiança. Estávamos acostumados a situações acontecendo de uma hora para outra, o que deixou de acontecer”, disse.

Afonso Assad, presidente da Asbraco, reforçou a importância da transparência entre entidades em busca do desenvolvimento do setor e que a Terracap é fundamental neste quesito. ”Contamos com seu apoio como fomentador de obras nas áreas públicas”, complementou.

Izidio confirmou que o órgão tem atuado para investir em obras públicas. Segundo ele, ações da Caesb serão vendidas e os recursos obtidos serão totalmente destinados a projetos.

Na oportunidade, o presidente da Terracap citou sobre a implementação da segunda sede do Parque Tecnológico de Brasília (BioTIC) e o lançamento da primeira rede de 5G no Brasil. ”Será um dos marcos mais importantes deixados por esse governo”, afirmou.

Dentre outros pleitos elencados durante a reunião estão: a Concessão de Direito Real de Uso (CDRU) e a Outorga Onerosa de Alteração de Uso (Onalt).

Relembre

Izidio esteve presente na primeira Reunião de Diretoria do Sinduscon-DF de 2020, onde falou sobre a importância do estreitamento de laços entre setor produtivo e governo para uma boa performance do órgão. No momento, ele também falou sobre a escolha de Hamilton Lourenço como diretor-técnico.

Fonte e Imagem: Sinduscon/DF