Foi sancionada a lei que libera mais de R$ 6,1 bilhões para investimentos em obras de infraestrutura no país (Lei 14.077, de 2020), dinheiro proveniente de transferências de recursos entre ministérios e do superavit financeiro do ano passado.

O pacote injeta recursos principalmente no Ministério do Desenvolvimento Regional (R$ 2,3 bilhões) e no da Infraestrutura (R$ 1,05 bilhão) para investirem em obras.

Ao ser aprovada a lei no Senado, o relator senador Marcelo Castro (MDB-PI), explicou que acordos com o governo vão acelerar a execução das obras. Também receberão recursos os Ministérios da Saúde, das Minas e Energia, da Cidadania e da Agricultura.

Fonte e Imagem: CBIC com informações da Agência Senado