Exemplo de exibição da data e hora atual

🕒

Presidente do DER-DF afirma que obras no Jardim Botânico, Riacho Fundo I e Noroeste serão entregues até o meio do ano

O programa Radar Urbano, conduzido por Jeferson Legal, entrevista Fauzi Nacfur Junior, em conversa com Afonso Ventania, o Bikerrepórte

O engenheiro civil e presidente do Departamento de Estradas e Rodagem do Distrito Federal (DER-DF), Fauzi Nacfur Junior, afirmou, em entrevista ao Bikerrepórter do Jornal de Brasília, Afonso Ventania, no programa Radar Urbano, conduzido pelo apresentador Jeferson Legal nas redes sociais do JBr (InstagramFacebook e Youtube), que as obras realizadas no Jardim Botânico, Riacho Fundo I e Noroeste devem ficar prontas até o meio deste ano.

“Jardim Botânico, Riacho Fundo I e Noroeste são três grandes obras que vão melhorar muito a vida das pessoas, com previsão de entrega no meio deste ano.”

O presidente do DER-DF deu mais detalhes das três obras durante a entrevista. Segundo ele, na obra do viaduto do Noroeste, um desvio deve ser feito para a estrutura ser construída. “Será feito a partir de amanhã (3). Criamos uma alça nova para quem sai do Noroeste e entra na Epia, faremos um retorno para conseguirmos fazer a estrutura do viaduto”, afirmou Fauzi Nacfur.

Já a obra do Riacho Fundo I, de acordo com Fauzi, foi a que gerou mais problemas, motivados por interferências externas que precisaram ser remanejadas para o prosseguimento do projeto. Segundo ele, tudo já foi feito e a fase de escavação deve começar. “Essa obra foi a que mais deu problema, ela tinha muito interferência de água, esgoto e rede elétrica. Tudo isso precisa ser removido para dar seguimento na obra, os dois viadutos estão prontos, a obra de concreto está pronta. Agora, falta a escavação.”

Ele aproveitou para pedir desculpas quanto aos inconvenientes causados pelas obras, mas ressaltou que as mudanças são para o bem da população e ajudarão muito a vida de quem transita pela área, especialmente no Jardim Botânico, onde um viaduto também é construído.

“A gente pede desculpas para o motorista, sabemos que causa transtornos, mas é por pouco tempo. Brasília cresce muito para aquela região [do Jardim Botânico] e estamos fazendo um grande viaduto, ele está sendo feito para baixo e depois faremos uma escavação. Isso facilitará muito a vida de quem transita por aquela região”, disse.

Obra também comentada por Fauzi e já em fase de finalização é a da Estrutural, segundo ele, restam os acabamentos do local. “A estrutural é uma importante obra de troca de pavimento. O local tem mais de 50 anos e o pavimento já estava bastante defasado, a gente fez um projeto trocando para concreto que dá uma durabilidade muito maior e tem uma vida útil de quase 20 anos, sem praticamente nenhuma manutenção. Essa obra foi colocada à disposição da comunidade no fim de dezembro de 2023. Agora, sobrou a parte de revestimento, o ‘batom’ da obra, são as defensas metálicas que ficam no canteiro central.”

Apesar das defensas serem consideradas a parte final da obra, não deixam de ser importantes. O presidente  afirmou que motoristas atravessam o canteiro central do local e vão para outra pista, infração grave que deve ser resolvida com as novas instalações metálicas. Para estes infratores, Fauzi mandou um recado. “Isso é feito até para evitar os mal-educados que saem de uma pista, atravessam o canteiro central e vão para a outra, cometendo uma falta gravíssima, colocando a vida deles e de outras pessoas em risco. Câmeras do DRE estão monitorando isso, e essas pessoas serão notificadas”, disparou.CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ele ressaltou ainda que a sinalização da pista está feita, mas não deve ser confundida com a realizada no asfalto, visto que os materiais são diferentes. “A sinalização no asfalto reflete menos porque o concreto é branco, mas ela sempre será reforçada para ficar aparente, não é igual ao asfalto, porque ele é preto e a base branca reflete menos. A obra da estrutural é uma obra de primeiro mundo com o intuito de minimizar e economizar com a manutenção.”

Radar Urbano

Programa produzido pelo Jbr, Radar Urbano conta com grande apoio do DER-DF, que disponibiliza imagens de câmeras de monitoramento da pasta. Sobre a relação com o Radar, Fauzi aproveitou para elogiar o trabalho e afirmou ser uma prestação de serviço importante a população.

“Realmente é um programa bem dinâmico, bacana. Isso é prestação de serviço, é muito importante a população ter esse retorno e vocês estão fazendo isso de um jeito muito bacana.”

De segunda a sexta-feira, a partir das 7h, o reúne imagens em tempo real do trânsito; entrevistas exclusivas; o olhar do Bikerrepórter, Afonso Ventania; além de notícias de Brasília, do Brasil e do mundo.

Na conversa com Afonso Ventania, Fauzi aproveitou para ressaltar a importância do ciclista e da criação de novas ciclovias, inclusive na marginal da Vicente Pires. “Estávamos esperando virar o ano por questões orçamentárias e agora que o ano virou estamos estudando a captação de recursos e quando tivermos isso definido vamos incitar essa ciclovia”.CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Sabemos a importância disso, das pessoas que realmente vem de bicicleta para o plano, a gente sabe que dá uma opção a mais em sustentabilidade. Não esquecemos de forma alguma do ciclista.”

Além disso, citou obras que valorizam o transporte público. “Temos projeto do BRT norte com captação de recursos praticamente definidas e para o BRT no Sudoeste, até o recanto das emas, também com pistas de ônibus exclusivas. Isso ajuda a tirar veículos leves do trânsito e valorizar os ônibus”, finalizou.

Sob o comando de Jeferson Legal, o Radar Urbano é transmitido ao vivo nas redes sociais do JBr (Instagram e Facebook).

FONTE: JORNAL DE BRASÍLIA