fbpx

Skip to Content

Blog Archives

Pedreiro morre eletrocutado em obra no DF; segundo Polícia Civil construção era clandestina.

Por G1 DF

 

Um homem, de 26 anos, morreu eletrocutado, na manhã de segunda-feira (2), enquanto trabalhava em uma obra residencial em Sobradinho 2, no Distrito Federal. A Polícia Civil (PCDF), que investiga o caso, apurou que a obra era feita de forma clandestina, “sem atender as exigências técnicas da construção civil”.

Joaquim Lima era pedreiro autônomo. Segundo a investigação, ele estava sobre um andaime e fazia o reboco da área externa quando encostou na rede elétrica e morreu eletrocutado. O incidente ocorreu na Quadra 04 da vila Rabelo. O G1 tenta contato com o dono do imóvel.

A 35ª Delegacia de Polícia fez a perícia e ouviu testemunhas. Conforme os policiais, a obra é para a construção de um edifício de quatro pavimentos.

O andaime onde o pedreiro trabalhava foi montando na fachada principal do prédio, sem observar que a poucos centímetros passa uma rede de alta tensão, energizada com 10.000 Watts. Segundo a PCDF, enquanto Joaquim recolhia as ferramentas, para o intervalo do almoço, uma delas tocou nos cabos de alta tensão, provocando a morte imediata do trabalhador.

Andaime em obra clandestina no DF — Foto: PCDF/Divulgação

Andaime em obra clandestina no DF — Foto: PCDF/Divulgação

O Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF) foi acionado no momento do acidente, mas, quando chegou, o pedreiro já não apresentava sinais vitais.

“Nossas equipes ao chegarem ao local e o encontraram sem sinais vitais, iniciando de imediato o protocolo de reanimação cardiopulmonar (RPC). Após 25 minutos de manobras com todo empenho e esforços das equipes do CBMDF e Samu, foi constatado o óbito”, disseram os bombeiros.

Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.

READ MORE