Skip to Content

Category Archives: Notícia

Mutirão para zerar fila de cirurgia de câncer de mama

Integrada à campanha Outubro Rosa, força-tarefa entra em ação nesta segunda-feira (5), no Hospital de Base, com a missão de salvar vidas

A partir desta segunda-feira (5) começa a ser realizado no Hospital de Base (HB) um mutirão médico para zerar a fila de 35 mulheres que aguardam por cirurgias para retirada de câncer de mama. O mutirão também vai atender outros 80 pacientes que enfrentam câncer ginecológico ou que apresentam doenças relacionadas ao nariz, garganta e ouvidos. A força-tarefa atuará até o final deste mês.

A iniciativa integra as ações da campanha Outubro Rosa, destinada a combater o câncer de mama. Em Brasília, a campanha está sendo realizada pela Secretaria de Saúde, em parceria com o Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF), administrador do Hospital de Base.

A força-tarefa será composta por cerca de 50 profissionais, entre eles, oito ginecologistas, nove mastologistas, 15 otorrinos, além de anestesistas e enfermeiros. Esses profissionais vão trabalhar em salas cirúrgicas do HB das 7h às 23h, todos os dias, inclusive nos fins de semana.

“Vamos auxiliar, da melhor forma possível, as nossas pacientes na luta contra o câncer de mama e o câncer ginecológico”, afirmou o superintendente do HB, Lucas Seixas, que coordena a força-tarefa.

Fila de espera       

O Hospital de Base, unidade referência em oncologia, tem uma fila de 115 pacientes que aguardam por cirurgias. Entre elas, 35 mulheres, que já passaram pela rádio e quimioterapia, vão fazer operação de câncer de mama. Dessas, 20 farão cirurgia de reconstituição mamária. Na fila ainda estão 20 mulheres que apresentam câncer ginecológico e 60 pacientes que precisam ser operadas pela otorrinolaringologia.

O diretor-presidente do Iges-DF, Paulo Ricardo Silva, explicou que a força-tarefa é um recurso utilizado periodicamente para solucionar problemas pontuais e, assim, melhorar o atendimento à população. “Com o Outubro Rosa, mais uma vez estamos somando forças para enfrentar doenças e salvar vidas”, ressaltou.

Força-tarefa 

Por causa do surgimento do novo coronavírus, muitos procedimentos cirúrgicos foram cancelados em toda a rede. A fila, assim, aumentou. Contudo, para reduzi-la em plena pandemia, o Iges-DF decidiu fazer ações concentradas. A partir de julho deste ano, começaram os mutirões cirúrgicos no HB.

Entre julho e setembro, já foram realizados 428 procedimentos. Foram 220 atendimentos hemodinâmicos, 109 cirurgias ortopédicas, 62 cirurgias urológicas, 42 procedimentos de cateterismo, 34 cirurgias cardíacas, 30 operações de câncer de mama e 30 cirurgias de ginecologia oncológica.

Para realizar a cirurgia, o paciente é cadastrado na Central de Regulação (CRDF).  A partir do diagnóstico, é marcada a cirurgia. Os pacientes com tumores mais agressivos têm prioridade de acordo com os protocolos estabelecidos.

*Com informações da Secretaria de Saúde

Fonte e Imagem: Agência Brasília

READ MORE

Outubro Rosa

Se cuide,

Se valorize,

O maior amor do mundo é o amor próprio.

READ MORE

Vem brincar comigo 2020

Senhores associados, parceiros, amigos e colaboradores,

Este vem sendo um ano difícil para todos, porém, sempre podemos ter a oportunidade de fazer o bem e levar um sorriso para uma criança.

Este ano a Asbraco participará mais uma vez da campanha do GDF “Vem Brincar Comigo 2020”, para arrecadação de livros e brinquedos infantis. Estaremos fazendo a coleta até o dia 07 de outubro, aqui na sede da ASBRACO.

Você estará levando um sentimento bom para crianças em situação de vulnerabilidade no Distrito Federal. Sua atitude pode mudar um ser! Participe.

Dúvidas: 3361-6595

READ MORE

Eleições CREA-DF | CONFEA 2020

Caros (as) engenheiros (as),

Amanhã, 1º de outubro, teremos eleições para a presidência do CREA/DF e Confea. Chamo a atenção de todos para que observem e analisem toda a representatividade que o nosso setor obteve durante esses últimos anos perante ao CREA. Isso só foi possível graças ao trabalho árduo e incansável da candidata à reeleição para a presidência do CREA/DF, Fátima Có.

Nosso setor ainda precisa de muito mais, as lutas travadas até aqui mudaram e melhoram a forma como nossa categoria, agora pode de fato, participar e influenciar decisivamente na área da engenharia civil. Agora temos voz e precisamos nos unir em prol da continuidade deste trabalho iniciado pela candidata Fátima Có.

Declaro meu apoio a Fátima, por seus 40 anos de experiência, vivência e diálogos constantes com os engenheiros, governo e empresários do setor construtivo do DF. Precisamos fortalecer esses diálogos e abrir novos caminhos para que nossa área possa, enfim, assumir o seu legado, no combate à ilegalidades na engenharia, seja no exercício legal da profissão, seja nas fiscalizações de obras.

Vamos fortalecer o nosso setor. Vote 31, vote Fátima Có!

DATA: 01/10/2020
HORÁRIO: 08h00 as 19h00
LOCAL: SEDE DO CREA/DF

 

READ MORE

Ibaneis pede ajuda de distritais para retomada da economia local

Em reunião com a base, governador costura apoio para aprovar revitalização do Setor Comercial, novo Refis e abertura de capital da CEB Distribuidora

Em clima amistoso e descontraído, o governador Ibaneis Rocha reuniu na manhã desta última terça-feira (29), no Salão Nobre do Palácio do Buriti, mais da metade dos parlamentares que integram a Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF). O encontro com a base do governo veio junto com o pedido de aprovação, ainda neste ano, de pelo menos três projetos que devem começar a tramitar naquela Casa: a revitalização do Setor Comercial Sul (SCS), a abertura de capital da CEB Distribuidora e uma nova proposta de Refis, como se convencionou chamar o refinanciamento de dívidas.

Os textos, ainda em construção pelo Executivo, foram apontados como prioritários por serem fundamentais na retomada econômica do DF no pós-pandemia. “Alguns aqui já sabem o tamanho da pressão do setor produtivo para reencaminharmos o Refis ainda neste ano. É algo bom para todos. Para o governo, que arrecada mais para investir, e para os empresários, que ficam em dia com as contas e podem gerar mais empregos para população”, avaliou Ibaneis.

R$ 1,2 bilhão é a estimativa mínima de ganho com abertura de capital da CEB Distribuidora

No entanto, o governador destacou, só vai encaminhar um novo projeto de lei para o Refis caso haja consenso de aprovação na CLDF.

Segundo avaliação da Secretaria de Economia, uma proposta de renegociação de dívidas nos moldes de um novo Refis poderá injetar até meio bilhão de reais nos cofres do Governo do Distrito Federal. “Estamos satisfeitos, porque parlamentares estavam esperando que o governador convidasse para tratar pessoalmente desses assuntos que são importantes para a cidade”, avaliou o presidente da CLDF, Rafael Prudente.

Para o líder distrital, no caso do Refis a costura de um novo texto será feita entre o Executivo e todos os 24 parlamentares. “Há matérias que são um pouco mais polêmicas e precisam ter diálogo antes. Vamos faz isso nas comissões e colégios de líderes”, completou Rafael Prudente.

“Vamos criar a CEB Serviços, para onde vamos levar os trabalhadores”Ibaneis Rocha, governador do DF

Além do presidente da CLDF, outros 13 deputados também estavam presentes à mesa de reuniões. O vice-presidente da Casa, Rodrigo Delmasso, o líder do governo, Cláudio Abrantes, e o presidente da Comissão de Orçamento e Finanças, Agaciel Maia, somaram-se no apoio ao GDF aos integrantes de outras comissões fundamentais para avaliação dos projetos de lei – os distritais Jaqueline Silva, João Cardoso, Daniel Donizet, Hermeto, Jorge Viana, Fernando Fernandes, Martins Machado, José Gomes, Roosevelt Vilela e Valdelino Barcelos.

CEB Distribuidora

Outro projeto destacado por Ibaneis, e que deve chegar logo à Câmara Legislativa, é o que autoriza a abertura de capital da CEB Distribuidora. O governador destacou a importância da medida, já que a empresa tem acumulado prejuízos na ordem de R$ 800 milhões.

“Por falta de investimentos, já temos um apontamento da Aneel [Agência Nacional de Energia Elétrica] no sentido de perder a concessão. Vejam que, se perdermos, a empresa vai para o Governo Federal e ele privatiza do jeito que quer”, sentenciou Ibaneis.

O governador também manifestou a preocupação do governo em garantir a situação dos trabalhadores. “Pedi ao Edson [Garcia, presidente da CEB] que fizesse a privatização menos gravosa. É tanto que a holding está sendo mantida. Vamos criar a CEB Serviços, para onde vamos levar os trabalhadores. Também abrimos o PDV [plano de demissão voluntária]. E quem optar para ir para a nova empresa vai poder”, detalhou.

O chefe do Executivo destacou ainda que a venda de parte da empresa vai resultar em um acréscimo de pelo menos mais R$ 1,2 bilhão aos cofres públicos. “Dinheiro que poderemos investir em obras nas cidades, para melhorar a qualidade de vida da população”, acrescentou.

Setor Comercial Sul

O debate sobre o projeto de requalificação do Setor Comercial Sul também foi reforçado pelo governador. Segundo ele, a revitalização dos espaços precisa avançar em todo o território distrital.

“Veja que estamos trabalhando na W3 Sul, no centro de Taguatinga, no Setor de Rádio e TV… E vamos avançar para a área central de Ceilândia, para o centro comercial do Cruzeiro, entre outros diversos pontos do DF. Precisamos mudar a cara desses espaços”, completou.

Ainda segundo Ibaneis, no caso do SCS há uma necessidade de liberar a área para residências. “O projeto está sendo amplamente debatido com a população, mas estou convicto de que a situação ali só pode ser resolvida com habitações. Ter uma área como o Setor Comercial revitalizada. Vamos gerar empregos de manhã, de tarde e de noite. Isso é importante que os deputados saibam”, arrematou.

Participaram da reunião com os distritais os secretários Gustavo Rocha (Casa Civil), José Humberto (Governo), André Clemente (Economia) e Weligton Moraes (Comunicação).

 

Fonte e Imagem: Agência Brasília

READ MORE

NOTA DE FALECIMENTO

É com imenso pesar que a Asbraco, informa sobre o falecimento do senhor Edalmo Soares Ferreira, engenheiro civil, grande parceiro e figura história para a Construção Civil de Brasília.

Edalmo Soares Ferreira foi um dos fundadores da Soltec Engenharia, geotécnico, trabalhou na Tecnosolo em Brasília e atualmente era sócio da empresa Engefur Engenharia e trabalhava com consultoria.

Para este momento de sentimento de perda, pedimos a Deus que ilumine e conforte a família do senhor Edalmo Soares Ferreira, para que possam acalmas vossos coração e que possam aceitar esta passagem com serenidade.

Infelizmente o falecimento foi por complicações ocasionadas pela COVID e por isso não haverá divulgação do velório.

 

A Asbraco expressa o seu sentimento de pesar e solidariedade à família e aos amigos da senhor

Edalmo Soares Ferreira.

*19/04/1948
+28/09/2020

 

READ MORE

Definidos valores das anuidades e ART para 2021

Nesta última quinta-feira (24), durante a Sessão Plenária nº 1543, os conselheiros aprovaram que o valor da Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) não seja reajustado em 2021. O pleno aprovou ainda que os valores de anuidades, taxas de serviços e multas para o próximo exercício sejam os mesmos praticados em 2020.

Segundo o integrante da Comissão de Controle e Sustentabilidade do Sistema (CCSS) e coordenador do Grupo de Trabalho Ordem Econômica (GTOE), eng. civ. Gilson de Carvalho Queiroz Filho, a medida considera o atual cenário econômico do país e os reflexos da crise econômica acentuada pela pandemia de covid-19. “A proposta formulada no GT, reafirmada pelo Colégio de Presidentes dos Creas, na prática não propõe descontos, pois compensa com o reajuste permitido em lei, mantendo os mesmos valores, praticados em 2020 para o ano de 2021”, esclareceu Filho.

“É um estudo histórico que considera o cenário econômico – do país, dos Creas, das empresas e dos profissionais – embasado em legislação, na economia significativa em relação a deslocamentos, passagens e diárias desde março quando foi decretada a pandemia e as reuniões passaram a ser virtuais”, destacou o coordenador da CCSS, eng. civ. Carlos Vilhena, ao parabenizar o trabalho feito pelo conselheiro Gilson Queiroz, que ainda incluiu no estudo o posicionamento de outros cinco conselhos profissionais sobre anuidades. O coordenador da GTOE destacou que os orçamentos dos Regionais para o próximo ano deverão ser elaborados em torno dos valores definidos.

Para o coordenador do CP e presidente do Crea-SC, eng. agr. Ari Geraldo Neumann, a proposta – que teve aprovação unânime dos presidentes de Creas – está em consonância com o mercado profissional. “É a contribuição que o Sistema Confea/Crea pode dar neste momento para os profissionais que estão no mercado diante de tantas dificuldades econômicas”, reforçou Ari.

De acordo com as deliberações aprovadas, as anuidades poderão ser recolhidas em cota única com desconto de 10% sobre valor integral com vencimento em 31 de janeiro ou desconto de 5% para aqueles que pagarem até 28 de fevereiro de 2021. Para pagamento até 31 de março, o valor será integral.

Confira os valores de anuidade para pessoa física:

2

 Confira os valores de anuidade para pessoa jurídica:

fdaf133a 3eae 48f4 9f99 4e747d3572a1

Confira os valores das taxas de registro de Anotação de Responsabilidade Técnica (ART):

TABELA A

TABELA A

TABELA B

TABELA B

Confira os valores das taxas de serviços:

CONFIRA OS VALORES DAS TAXAS DE SERVIÇOS

Confira os valores das multas:

CONFIRA OS VALORES DAS MULTAS

CONP
Os conselheiros aprovaram deliberação da Comissão de Organização, Normas e Procedimentos (CONP) que homologa o registro da entidade de classe denominada Associação Centro Mineira dos Profissionais de Engenharia e Agronomia (Acentopea) no Crea-MG, a partir de 2022. Ainda foi aprovada a prorrogação do prazo para o Crea-PE e o Crea-RN protocolarem até 13 de outubro as respectivas composições do plenário para 2021.

Também foi aprovada a revisão de credenciamento da Associação Nacional de Engenharia de Segurança do Trabalho (Anest) para fins de representação junto ao Colégio de Entidades Nacionais (CDEN). O CDEN é um fórum consultivo do Confea constituído pelas entidades nacionais representativas das profissões jurisdicionadas pelo Sistema Confea/Crea e credenciadas junto ao Federal.

READ MORE

Indústria da construção civil mostra sinais de recuperação, diz CNI

Os índices estão crescendo desde maio, “mostrando desempenho cada vez mais favorável”

A indústria de construção civil está em recuperação, com melhora nos índices de atividade e do número de empregados. É que mostra a Sondagem Indústria da Construção, divulgada nesta quarta-feira (23) pela CNI (Confederação Nacional da Indústria).

Segundo a CNI, os índices estão crescendo desde maio, “mostrando desempenho cada vez mais favorável”.

O índice de evolução do nível de atividade registrou 51,4 pontos em agosto, alta de 3,3 pontos frente a julho. É o maior índice desde junho de 2011. O indicador varia de 0 a 100. Ao se situar acima da linha divisória de 50 pontos, aponta para aumento da atividade no mês.

O índice de evolução do número de empregados aumentou 2,7 pontos, para 49,5 pontos, e está praticamente sobre a linha divisória.

A UCO (Utilização da Capacidade Operacional) apresentou nova alta em agosto, aumentando 2 pontos percentuais e alcançando 60%. O percentual de agosto de 2020 superou em 2 pontos o índice de agosto de 2019.

Confiança

O ICEI-Construção (Índice de Confiança do Empresário Industrial) apresentou alta de 2,7 pontos no mês, atingindo 56,7 pontos. É a quinta alta consecutiva do índice, que acumula crescimento de 21,9 pontos no período. Com a alta, o ICEI-Construção se distancia de sua média histórica (53,5 pontos) e da linha divisória de 50 pontos, que separa confiança de falta de confiança.

Entre os componentes do ICEI – Construção, o Indicador de Expectativa aumentou 1,7 ponto e o de Condições Atuais, 4,6 pontos. O índice de Condições Atuais foi a 46,1 pontos, ou seja, mostra que o empresário ainda percebe o impacto da crise em suas condições de negócios. Por outro lado, o índice de Expectativas alcançou 62 pontos, mostrando otimismo disseminado pela indústria da construção.

Os indicadores de expectativas do nível de atividade e de novos empreendimentos e serviços registraram 56,1 e 55,5 pontos, após crescimento de 1,8 e 2,3 pontos, respectivamente.

Os indicadores de expectativas de compras de insumos e matérias-primas e números de empregados, por sua vez, alcançaram 55,6 e 54,1 pontos, após altas de 2,8 pontos e 1,8 ponto, respectivamente.

A intenção de investimento alcançou 44,4 pontos em agosto, após aumento de 4,9 pontos. É a quarta alta consecutiva do indicador, que agora se situa no mesmo nível registrado para fevereiro, na pré-pandemia.

 

 

Fonte: Portal EMTEMPO

Imagem: Internet

READ MORE

GDF vai discutir novo projeto do Refis ainda este ano

Informação foi confirmada pelo secretário de Economia do DF, André Clemente. O objetivo é auxiliar empresas a se recuperarem no momento de pandemia da covid-19

O governador do Distrito Federal Ibaneis Rocha (MDB) vai discutir ainda este ano o Programa de Incentivo à Regularização Fiscal do Distrito Federal (Refis-DF 2020). É o que afirma o secretário de Economia do DF, André Clemente. A avaliação é de que a iniciativa pode auxiliar no momento de pandemia.

A proposta foi rejeitada pelos distritais no primeiro semestre e, em entrevista exclusiva ao Correio,o chefe do Executivo chegou a afirmar que só enviaria novamente no ano que vem. Porém a mobilização pelo retorno do Refis continuou. Durante sessão da Câmara Legislativa nesta quarta (23) a deputada Júlia Lucy (Novo) anunciou que conseguiu 14 assinaturas de parlamentares em ofício enviado à Secretaria de Economia para trazer a proposta de volta.

Representantes do setor produtivo também cobraram dos deputados e do governo o retorno da proposta. À época da rejeição, os representantes de sete entidades do setor produtivo chegaram a assinar uma nota em que lamentavam a decisão e pediam para que o PLC fosse enviado para nova avaliação.
Fonte e Imagem: Correio Braziliense
READ MORE

Terracap lança programa TerraMais para renegociação de dívidas, redução de juros e fidelização de clientes

A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) acaba de lançar o maior Programa de Renegociação, Captação e Fidelização de Clientes da história da empresa pública, o TerraMais. Com três vertentes distintas, a nova campanha alcança toda a carteira de vendas imobiliária da Agência e oferece até 100% de descontos sobre multas e juros de mora para as renegociações de débitos em atraso; concede a migração dos juros de 1% ao mês ou 0,8% a.m. dos contratos antigos para os atuais 0,5% a.m.; e ainda dá prêmio de até 7,5% em carta de crédito do valor pago antecipado pela amortização de no mínimo 50% ou quitação do saldo devedor. A adesão à campanha se dará no site: www.terracap.df.gov.br e deve ser solicitada por meio de requerimento online.

De acordo com o diretor de Administração e Finanças da Terracap, Edward Johnson de Abrantes, seguindo as diretrizes traçadas pelo governador, Ibaneis Rocha, e sensível à situação econômica causada pela pandemia, a Terracap lança o que certamente será a mais ousada campanha de sua história, com benefícios que atingem, de alguma forma, todos os seus clientes.  “A Terracap, assim, dá sua contribuição à retomada da economia e, ainda, viabiliza a regularização de débitos históricos dos seus clientes junto à Companhia”, antecipa.

Mais de 6,7 mil clientes, entre pessoas físicas e jurídicas, podem ser beneficiados com a iniciativa.

Renegociação de dívidas em atraso

Os clientes com parcelas em atraso junto à Terracap podem obter até 100% de descontos sobre os valores atualizados de multas e juros de mora, mantendo a correção monetária da dívida principal. Todas as renegociações serão feitas observando os vencimentos anteriores a setembro de 2020. Para fazer jus ao desconto nas penalidades, o mutuário terá que retomar os pagamentos do financiamento.

De forma inédita, para dar condições de pagamento e de tornar o cliente adimplente, a Terracap vai permitir o refinanciamento das parcelas vencidas no saldo devedor pelo restante do prazo do contrato. “Isso quer dizer que se o mutuário tem R$ 10 mil em dívidas, além de serem perdoados as multas e os juros de mora, o cliente não precisará pagar esse valor à vista, mas pode diluir no saldo devedor pelo tempo que ainda resta para quitar o financiamento junto à Agência”, explica Erasmo Cirqueira, gerente de Administração de Recebíveis imobiliários da Terracap.

Além dos clientes que compraram lotes em licitações, aqueles que regularizaram seus imóveis por meio dos programas de venda direta, incluindo as vendas diretas feitas a entidades religiosas e de assistência social, que também estão em atraso, poderão aderir à campanha. Podem também participar interessados cujos contratos são oriundos de vendas no âmbito dos programas de desenvolvimento Proin-DF, Prodecon-DF, Pades-DF, Pró-DF e Pró-DF II.

“A renegociação das dívidas de escrituras do Pró-DFII e de programas anteriores permitirá aos empreendedores a merecida segurança jurídica para a retomada dos sonhos e da geração de emprego e renda, com o lote enfim regularizado”, esclarece o diretor de Regularização Social e Desenvolvimento Econômico, Leonardo Mundim.

Migração de juros para patamares atuais: 0,5%

A segunda possibilidade prevista na campanha é a migração de juros para os contratos antigos. Neste caso, os clientes cujos contratos de vendas tenham taxas de juros de 1% a.m. ou 0,8% a.m. poderão reduzir a taxa de juros para os patamares praticados atualmente, ou seja, 0,5%. A adesão fica condicionada à alienação fiduciária devidamente registrada para os contratos que não possuem garantia.

Caso haja parcelas em atraso, os interessados também podem aderir aos descontos de até 100% de multas e juros.

Fidelização de clientes por meio de incentivo à quitação ou amortização: prêmio de até 7,5%

Já o incentivo da campanha àqueles que desejam antecipar ou quitar o saldo devedor é atraente. Aos contratos de vendas de licitação pública e de vendas diretas no âmbito dos programas de desenvolvimento da Terracap, poderá ser concedido prêmio de até 7,5% do valor pago antecipado pela amortização de no mínimo 50% ou quitação do saldo devedor de cada contrato para com a Agência, a ser oferecido em Certidão de Crédito. A concessão do prêmio, no entanto, não abrangerá o saldo de parcelas em atraso.

O prêmio será calculado com base no valor da correção, dos juros e encargos pagos no contrato.

Para participar desta modalidade da campanha, é preciso que o interessado não perca tempo.  A classificação e bonificação dos clientes se dará por ordem cronológica de recebimento do requerimento de adesão. Uma vez atingido o valor previsto de R$ 100 milhões, encerra-se a concessão de premiações.

Como participar

A adesão à Campanha TerraMais será feita por meio do portal da Terracap, no endereço eletrônico: www.terracap.df.gov.br. Ao acessar a página, o usuário deve clicar em “Serviços” e, em seguida, em “Requerimento Online” (https://servicosonline.terracap.df.gov.br/), devendo descrever no requerimento o tipo de adesão, bem como todos os dados do contrato e cópia do RG, CPF ou CNPJ do titular ou do procurador legal. Neste caso, deverá ser juntado o instrumento de procuração com poderes para firmar acordos. Esses passos devem ser seguidos para aqueles que querem fazer renegociação de dívidas ou a migração de juros.

Aos que querem antecipar parcelas devem informar ainda, também por meio de requerimento, se pretende quitar ou amortizar no mínimo 50% do saldo devedor do contrato.

Mais informações podem ser obtidas por meio do call center da Terracap no número (61) 3350-2222 ou via chat on-line, disponível no portal da Agência. O atendimento é realizado de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h.

Fonte e Imagem: Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap)

READ MORE